Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Chefe da PSP apanhado a furtar grelhador e livros em Loures

Caso foi entregue ao Ministério Público.
Sérgio A. Vitorino 6 de Março de 2020 às 14:42
PSP
PSP
PSP
PSP
PSP
PSP

Um chefe da PSP foi apanhado por colegas, em Loures, após ter sido surpreendido a furtar um grelhador e livros de um estabelecimento comercial onde se encontrava a fazer serviço gratificado, soube o CM junto de fonte policial e confirmou a Direção Nacional da PSP em comunicado. Não foi detido porque o supermercado lesado não apresentou queixa no instante.

O polícia foi detetado, na quarta-feira, a passar a "linha de caixa sem proceder ao pagamento de todos os artigos que transportava e que se encontravam para venda", relata a PSP. "Alertada a Polícia de Segurança Pública, veio a constatar-se que o cidadão suspeito é polícia, no ativo, que trabalha na zona de Lisboa e que terá passado a linha de caixa sem pagar alguns livros e um grelhador", esclarece.

O CM sabe que o elemento policial começou por negar o furto, mesmo quando confrontado com imagens de videovigilância. O oficial de serviço que estava, naquela altura, encarregue da divisão policial de Loures foi chamado ao local e convenceu o chefe - que será recente no posto - a abrir a mala da viatura, onde foram encontradas as frigideiras.

"Este polícia foi de imediato desarmado e suspenso preventivamente de funções, tendo sido instaurado o respetivo processo disciplinar. O suspeito não foi detido por o titular do direito de queixa (representante legal da entidade lesada) não ter, no momento, formalizado a mesma", especifica a PSP.

"A PSP não tolera nem tolerará comportamentos, por parte dos polícias , que violem a lei e atentem contra a dignidade e o brio dos seus restantes profissionais e da instituição", avisa a Direção Nacional.

O caso está entregue ao Ministério Público

Loures crime lei e justiça polícia frigideiras autoridades Ministério Público
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)