Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Transportes públicos começam a falhar em vários pontos do País

CP, Sulfertagus e TST começam a suprimir vários serviços.
17 de Abril de 2019 às 13:29
Comboios da CP
Utentes dos TST no Montijo exigem mais autocarros para Lisboa
Comboio da CP
Utentes da fertagus pedem ajuste de horários nos autocarros
Comboios da CP
Utentes dos TST no Montijo exigem mais autocarros para Lisboa
Comboio da CP
Utentes da fertagus pedem ajuste de horários nos autocarros
Comboios da CP
Utentes dos TST no Montijo exigem mais autocarros para Lisboa
Comboio da CP
Utentes da fertagus pedem ajuste de horários nos autocarros
Os transportes públicos começam a falhar um pouco por todo o País devido à greve dos motoristas de matérias perigosas e à falta de combustíveis.

Para minimizar os impactos na mobilidade dos clientes, a TST está a alterar alguns dos seus serviços "de modo a fazer a ligação a outros operadores de transporte". Também a Sulfertagus, a CP, a Metro Transportes do Sul, a Transtejo e a Soflusa estão a trabalhar da mesma forma.

A Transportes Sul do Tejo (TST) informou esta quarta-feira que estão a ser suprimidos alguns serviços da empresa devido à falta de combustível, explicando que as ligações continuarão a ser reduzidas até que as reservas se esgotem.

Numa nota enviada à agência Lusa, a rodoviária, que opera na península de Setúbal, adiantou que "já se encontra a suprimir serviços" e que, se o problema não for resolvido nos próximos dias, as ligações vão continuar a ser "progressivamente reduzidas ou suprimidas, à medida que as reservas de combustível da empresa se forem esgotando".

A Rodoviária do Oeste admitiu esta quarta-feira reduzir os serviços ao mínimo durante os próximos dias, para garantir o transporte de alunos no regresso às aulas, se a greve dos motoristas de matérias perigosas se prolongar.

"A situação é muito grave, as reservas estão baixíssimas e, se a greve se prolongar, a empresa não terá outra solução que não seja reduzir os serviços ao mínimo", disse hoje à agência Lusa Orlando Ferreira, administrador da Rodoviária do Oeste.
País CP TST Fertagus Metro Transportes transporte rodoviário transportes economia negócios e finanças
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)