Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Rodoviária do Oeste reduz serviços ao mínimo para assegurar transporte escolar

Empresa admite que poderá ter de fazer alterações na oferta de transportes.
Lusa 17 de Abril de 2019 às 13:02
Combustíveis
Combustíveis
Combustíveis
Combustíveis
Combustíveis
Combustíveis
Combustíveis
Combustíveis
Combustíveis

A Rodoviária do Oeste admitiu esta quarta-feira reduzir os serviços ao mínimo nos próximos dias, para garantir o transporte de alunos no regresso às aulas, se a greve dos motoristas de matérias perigosas se prolongar.

"A situação é muito grave, as reservas estão baixíssimas e, se a greve se prolongar, a empresa não terá outra solução que não seja reduzir os serviços ao mínimo", disse esta quarta-feira à agência Lusa Orlando Ferreira, administrador da Rodoviária do Oeste.

A empresa, do Grupo Rodoviária do Tejo, informou esta quarta-feira em comunicado que "face à greve de motoristas do transporte de matérias perigosas e consequentes dificuldades no abastecimento de combustíveis" poderá "ser forçada" a fazer alterações na oferta de transportes.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)