Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Encontrado corpo de pescador que desapareceu no Alqueva

Um segundo homem continua desaparecido. Buscas foram suspensas.
24 de Setembro de 2017 às 20:07
Corpo estava a flutuar nas águas da albufeira
Praia do Alqueva
Alqueva passa esta quinta-feira a distribuir perto de 60 milhões de metros cúbicos de água para cinco albufeiras
Corpo estava a flutuar nas águas da albufeira
Praia do Alqueva
Alqueva passa esta quinta-feira a distribuir perto de 60 milhões de metros cúbicos de água para cinco albufeiras
Corpo estava a flutuar nas águas da albufeira
Praia do Alqueva
Alqueva passa esta quinta-feira a distribuir perto de 60 milhões de metros cúbicos de água para cinco albufeiras

  As autoridades suspenderam esta segunda-feira as buscas para encontrar o segundo dos dois homens desaparecidos no domingo na albufeira da barragem do Alqueva, depois de ter sido localizado esta manhã um cadáver, disse fonte da Proteção Civil.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora indicou à agência Lusa que as buscas para encontrar o homem que está ainda desaparecido foram suspensas hoje às 19h40 e vão ser retomadas na terça-feira às 08h00.

A GNR, segundo fonte daquela força de segurança, suspendeu também as buscas cerca das 19h15, sendo retomadas na terça-feira ao início da manhã.

Segundo fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR), os dois homens estavam à pesca quando foram dados como desaparecidos.

O cadáver de um dos dois homens desaparecidos foi hoje encontrado pelas autoridades, disse à Lusa fonte do CDOS de Évora, acrescentando que o corpo "foi encontrado dentro de água", às 09:56, numa zona perto do Monte do Espinhaço.

Segundo a GNR, o homem, de 43 anos, residia em Azaruja, concelho de Évora, tendo o cadáver sido transportado para o serviço de Medicina Legal do hospital de Évora.

O outro homem que está ainda desaparecido, de 50 anos, é também residente em Azaruja.

As buscas na barragem prosseguiram hoje, para procurar localizar o segundo homem desaparecido e contaram com 38 operacionais, apoiados por 16 viaturas e por cinco barcos, de diversas corporações de bombeiros, da Força Especial de Bombeiros e da GNR.

No local estivaram também elementos da delegação de Beja da Cruz Vermelha Portuguesa para prestar apoio psicológico.

"Os trabalhos estão, agora, concentrados nesta zona da albufeira onde o primeiro corpo apareceu", referiu o CDOS.

De acordo com a GNR, o alerta para esta ocorrência, na freguesia de Campo e Campinho, foi dado no domingo, cerca das 16h30, por um homem que estava também à pesca naquela zona, perto de São Marcos do Campo, no concelho de Reguengos de Monsaraz, distrito de Évora, com outra embarcação, e que deixou de ver os dois homens.

A mesma fonte da GNR adiantou que a embarcação onde seguiam os dois homens dados como desaparecidos foi encontrada junto à margem da albufeira.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)