Ex-diretor da PJ militar sai em liberdade no processo de Tancos

Luís Vieira estava em prisão preventiva desde setembro.
Por Lusa|13.02.19
  • partilhe
  • 0
  • +
O Tribunal da Relação de Lisboa decidiu esta quarta-feira libertar o coronel Luís Vieira, ex-diretor da Polícia Judiciária Militar (PJM), que se encontrava em prisão preventiva desde setembro, no âmbito do inquérito ao caso de Tancos.

Em declarações à Lusa, o advogado de Luís Vieira explicou que o acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa determinou a libertação sendo aplicada apenas a medida de coação Termo de Identidade e Residência (TIR).

"Vamos agora estudar o acórdão", explicou Rui Baleizão adiantando que o seu constituinte já saiu do Estabelecimento Prisional de Tomar, onde se encontrava detido desde setembro.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!