Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Funeral com corpo errado

Família despediu-se, mas no caixão não estava José Meireles.
Ana Borges Pinto 24 de Junho de 2015 às 11:29
Funerária alertou família que o corpo de José ainda estava na morgue
Funerária alertou família que o corpo de José ainda estava na morgue FOTO: josé Ponteira
Uma troca de cadáveres levou a que a família de José Meireles fosse obrigada a realizar dois funerais para se despedir do homem que morreu, aos 55 anos. Na primeira cerimónia, o corpo que estava no caixão era de outro homem, de 85 anos.

O caso ocorreu em Rebordondo, Chaves. José Meireles morreu no sábado e o funeral foi realizado no domingo. Na segunda-feira, a funerária telefona à família e dá conta do erro: na morgue do hospital de Chaves estava ainda o corpo de José. Quem tinha sido sepultado era Américo, de 85 anos, natural de Seara Velha, também em Chaves.

No mesmo dia, os corpos foram trocados e realizou-se, novamente, o funeral de José Meireles. "Alguém tem de ser responsabilizado", disse ao Correio da Manhã Vera Meireles, filha. "Vi o corpo e achei que não era o meu pai, mas pensei que pudesse estar transfigurado. Não tive coragem para o ver mais. Estivemos a despedir-nos de alguém que afinal não nos era nada", vincou a familiar. O hospital de Chaves diz não ter qualquer responsabilidade no erro. A funerária recusou falar com o CM.
funeral corpo José Meireles caixão homem errado
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)