Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Homem confessa homicídio à PJ de Braga mas não fala em tribunal

Ricardo Dias terá sido o autor dos disparos fatais para Augusto Durães e vai aguardar julgamento em prisão preventiva.
Fátima Vilaça 10 de Julho de 2018 às 15:03
Ricardo Dias à saída da PJ de Braga para o tribunal
Augusto Durães foi assassinado com dois tiros na cabeça
Local do crime em Cabeceiras de Basto
Ricardo Dias à saída da PJ de Braga para o tribunal
Augusto Durães foi assassinado com dois tiros na cabeça
Local do crime em Cabeceiras de Basto
Ricardo Dias à saída da PJ de Braga para o tribunal
Augusto Durães foi assassinado com dois tiros na cabeça
Local do crime em Cabeceiras de Basto
Ricardo Dias confessou à Polícia Judiciária de Braga ter sido o autor dos disparos fatais para Augusto Durães, na madrugada de domingo, em Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Basto.

Descreveu as circunstâncias em que a discussão e o crime ocorreram, disse estar arrependido e que não tinha tido intenção de matar. Já segunda-feira , perante o juiz de Instrução Criminal do Tribunal de Guimarães, decidiu optar pelo silêncio. Fica a aguardar julgamento em prisão preventiva.

O juiz entende que, além do perigo de fuga e de perturbação da ordem pública, há também uma necessidade de defender o próprio homicida de eventuais retaliações. Decidiu, por isso, mandá-lo para a cadeia.

À saída do Tribunal de Guimarães, o advogado de Ricardo Dias explicou que o arguido terá oportunidade de explicar, em julgamento, tudo o que aconteceu.

"O meu cliente prestou declarações perante a Polícia Judiciária. Confessou o crime e descreveu as circunstâncias em que este ocorreu. Declarou não ser sua intenção matar e disse estar arrependido.

Esta terça-feira, não fazia sentido estar a repetir tudo. Terá oportunidade de falar em julgamento, esperando que, nessa altura, a verdade sobre todas as circunstâncias que antecederam o crime venha ao de cima", sublinhou o causídico Pedro Miguel Carvalho.

Ricardo Dias entregou-se no domingo no posto da GNR de Cabeceiras de Basto, sete horas depois de ter assassinado, com dois tiros na cabeça, Augusto Durães, de 34 anos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)