Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Homicida ameaça mulher e vizinha

Cumpriu 12 anos de cadeia por morte e voltou a cometer crime.
Ana Isabel Fonseca 4 de Agosto de 2018 às 10:14
Detido
Detenção
Homicida reincidente
Detido
Detenção
Homicida reincidente
Detido
Detenção
Homicida reincidente
Cumpriu 12 anos de cadeia por um homicídio à facada que cometeu em 1997 e, na quarta-feira, cerca de uma década depois de ser libertado, o homem voltou ao mundo do crime. Desta vez, o suspeito, hoje com 44 anos, foi detido pela GNR, em Arcozelo, Vila Nova de Gaia, por maltratar a mulher e usar uma arma de fogo para fazer ameaças não só a esta vítima como também a um vizinho.

O cadastrado foi presente ao Tribunal Judicial de Vila Nova de Gaia, onde foi ouvido. Saiu em liberdade, sujeito a termo de identidade e residência. Está indiciado pelos crimes de violência doméstica, ameaças com recurso a arma de fogo e ainda posse de arma proibida.

Os militares da GNR foram chamados à casa do suspeito após terem recebido um alerta para a ocorrência de uma situação de violência doméstica. Quando lá chegaram, perceberam que o homem estava a ameaçar de morte a mulher e também um vizinho. O suspeito estava a apontar uma arma de fogo, que se encontrava carregada, em direção às vítimas, enquanto proferia repetidamente várias ameaças de morte.

A GNR conseguiu rapidamente proceder à detenção do cadastrado, tendo apreendido a arma de fogo, que não possuía documentação. Além da pistola, o suspeito estava ainda na posse de uma navalha com lâmina de 10 centímetros, uma arma que é considerada proibida e que, por isso mesmo, foi igualmente apreendida.

Nenhuma das vítimas necessitou de assistência médica.
Vila Nova de Gaia Arcozelo GNR Tribunal Judicial de Vila Nova de Gaia questões sociais maus-tratos política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)