Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Incêndio desaloja família

Fogo começou de madrugada.
Helga Nobre 23 de Fevereiro de 2016 às 12:30
Tudo indica que o incêndio tenha tido origem num curto-circuito provocado por uma arca frigorífica na arrecadação da habitação onde dormiam cinco pessoas
Tudo indica que o incêndio tenha tido origem num curto-circuito provocado por uma arca frigorífica na arrecadação da habitação onde dormiam cinco pessoas

Cinco desalojados, incluindo um criança de 8 anos, é o resultado de um incêndio que deflagrou na madrugada desta terça-feira numa habitação na Rua Pedro Alvares Cabral, no centro da cidade de Sines.

Tudo indica que o incêndio, que começou cerca das 02h10, tenha tido origem num curto-circuito provocado por uma arca frigorífica na arrecadação da habitação onde dormiam cinco pessoas, um casal e os filhos de 20, 18 e oito anos de idade.

As chamas propagaram-se rapidamente a toda a habitação que foi consumida pelo fogo. O proprietário Paulo Bernardo contou que só teve tempo de "retirar os filhos" do interior da casa e "pedir socorro". A habitação ficou completamente destruída e o casal terá perdido todos os seus haveres neste incêndio. A vítima queixa-se de demora na chegada dos bombeiros.

Esta manhã, o casal ainda fazia contas aos prejuízos mas devido aos estragos provocados na habitação pouco haverá a recuperar. A Proteção Civil está a acompanhar o caso.

No local estiveram 16 elementos dos Bombeiros de Sines, apoiados por seis viaturas, GNR e Proteção Civil Municipal.
Incêndio fogo Rua Pedro Alvares Cabral Sines
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)