Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Investimento de 7,6 milhões para ampliar aterros no Algarve

Obras terminam em outubro no Sotavento e em 2019 no Barlavento.
José Carlos Eusébio 31 de Julho de 2018 às 08:48
Aterro do Sotavento
Aterro do Sotavento
Aterro do Sotavento
Aterro do Sotavento
Aterro do Sotavento
Aterro do Sotavento
A empresa Algar, responsável pela valorização e tratamento de resíduos sólidos no Algarve, está a realizar um investimento de cerca de 7,6 milhões de euros na ampliação dos dois aterros sanitários da região, apurou o CM. O objetivo é reforçar a capacidade para a deposição do lixo.  

No aterro sanitário do Sotavento, situado na zona de Cortelha, no concelho de Loulé, a empreitada tem um custo de 4 milhões de euros e deverá estar concluída em outubro. A nova célula para resíduos indiferenciados terá capacidade para receber cerca de 130 mil toneladas de lixo por ano. O prazo de vida útil está estimado em cerca de 10 anos.

Este aterro, que recebe o lixo produzido nos municípios de Faro, Loulé, São Brás de Alportel, Olhão, Tavira, Vila Real de Santo António, Castro Marim e Alcoutim, foi inaugurado há 18 anos. Desde o início que se encontrava projetada a construção de uma terceira célula para aumentar a capacidade de deposição de resíduos sólidos.

Em relação ao aterro do Barlavento, localizado na zona do Porto de Lagos, no interior do concelho de Portimão, a obra de ampliação, que começou recentemente, deverá estar terminada em meados do próximo ano. Este aterro foi inaugurado há já cerca de 20 anos.

O investimento previsto atinge 3,6 milhões de euros, tendo em vista criar condições para receber aproximadamente mais um milhão de metros cúbicos de resíduos sólidos, provenientes dos concelhos de Albufeira, Lagoa, Lagos, Monchique, Portimão, Silves, Aljezur e Vila do Bispo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)