Investimento de 7,6 milhões para ampliar aterros no Algarve

Obras terminam em outubro no Sotavento e em 2019 no Barlavento.
Por José Carlos Eusébio|31.07.18
A empresa Algar, responsável pela valorização e tratamento de resíduos sólidos no Algarve, está a realizar um investimento de cerca de 7,6 milhões de euros na ampliação dos dois aterros sanitários da região, apurou o CM. O objetivo é reforçar a capacidade para a deposição do lixo.  

No aterro sanitário do Sotavento, situado na zona de Cortelha, no concelho de Loulé, a empreitada tem um custo de 4 milhões de euros e deverá estar concluída em outubro. A nova célula para resíduos indiferenciados terá capacidade para receber cerca de 130 mil toneladas de lixo por ano. O prazo de vida útil está estimado em cerca de 10 anos.

Este aterro, que recebe o lixo produzido nos municípios de Faro, Loulé, São Brás de Alportel, Olhão, Tavira, Vila Real de Santo António, Castro Marim e Alcoutim, foi inaugurado há 18 anos. Desde o início que se encontrava projetada a construção de uma terceira célula para aumentar a capacidade de deposição de resíduos sólidos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!