Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Mãe e filho atacam doente com cancro

Condenados por ameaças e insultos que duraram 20 anos.
Sara G. Carrilho 29 de Outubro de 2018 às 01:30
Juiz
Tribunal da Relação de Lisboa
Tribunal da Relação de Lisboa
Juiz
Tribunal da Relação de Lisboa
Tribunal da Relação de Lisboa
Juiz
Tribunal da Relação de Lisboa
Tribunal da Relação de Lisboa
Juntos durante 35 anos, os últimos 20 foram de terror para um homem às mãos da mulher e do filho, com ameaças de morte e insultos constantes. Tudo piorou quando em 2007 a vítima teve um cancro da próstata – chegou a ter uma faca apontada.

Separaram-se, mas a violência doméstica continuou e o homem fez queixa. A agressora foi condenada em abril a três anos e três meses, pena suspensa. O filho e uma amiga também foram condenados. Recorreram e a Relação de Lisboa confirmou agora as penas.

Durante o período da pena, a agressora tem de frequentar cursos para agressores, não pode contactar nem estar perto da vítima e tem de pagar 5600 euros de indemnização.

O filho foi condenado por ameaça agravada a 200 dias de multa, num total de 1400 euros. Uma amiga da agressora, partiu o vidro de um armazém do homem e foi condenada por dano, a 100 dias de multa, total de 500 euros.

‘Tens cancro, vais morrer’, ‘vou-te matar’, ‘se não morres do mal morres da cura’, ‘vou-te montar uma ratoeira’, ‘mato-te com este tijolo’, foram algumas das ameaças proferidas pelos familiares à vítima ao longo dos anos.

Quando iniciou a quimioterapia, o homem foi viver num anexo da casa, na Amadora. Numa noite, a mulher entrou no quarto da vítima e ameaçou-o de morte com uma faca.

Em 2009, o casal separou-se e a mulher – com cadastro por violência doméstica – começou a perseguir o ex-marido e a companheira dele.

Para o tribunal, a vítima "experimentou vergonha e humilhação".
Amadora Relação de Lisboa crime lei e justiça punição / sentença ataque cancro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)