Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Militar português ferido na República Centro Africana

Operação contra grupo armado resulta em ferimentos de granada.
8 de Abril de 2018 às 10:17
A carregar o vídeo ...
militares rca.mp4
Um militar da força de paraquedistas portugueses que está em missão na República Centro Africana foi ferido esta madrugada numa patrulha em Bangui.

O militar foi atingido por estilhaços de uma granada, mas terá sofrido apenas ferimentos ligeiros.

Ao que o CM apurou, os militares portugueses foram chamados pelas forças policiais para os apoiar numa operação contra um grupo armado do bairro muçulmano. Foi nesse contexto que os militares se envolveram num tiroteio que resultou no ferimento de um dos elementos do Exército e em danos em diversas viaturas blindadas.

De acordo com o comandante Coelho Dias, porta-voz do Estado Maior General das Forças Armadas, o militar encontra-se "bem e a recuperar favoravelmente".

O incidente ocorreu no seguimento de uma operação que tem estado a ser desenvolvida desde a semana passada no 3.º distrito da cidade de Bangui, para "neutralizar os grupos armados que atuam" naquela zona.

"As forças portuguesas, além de outros capacetes azuis que também se encontravam nesta operação entraram em confrontos com o referido grupo armado e há a registar um ferimento ligeiro de um dos nossos militares", relatou.

A operação resultou na detenção de quatro elementos do grupo armado, na apreensão de material de guerra e na destruição de veículos usados pelos suspeitos.

Lembre-se que, há poucos dias, os paraquedistas viveram uma situação de grande perigo, ao ficarem debaixo de fogo durante uma operação. Nessa altura, não se registou qualquer ferimento.

Este domingo, o Estado-Maior General das Forças Armadas emitiu no seu site um comunicado sobre o caso mais recente ocorrido no país africano:

"Na madrugada deste domingo (8 de abril de 2018) a força das Nações Unidas na República Centro Africana (MINUSCA) levou a efeito uma operação no 3º distrito na cidade de Bangui, capital da República Centro Africana, com a finalidade de neutralizar os grupos armados que atuam neste distrito e que no passado dia 31 de março atacaram uma patrulha portuguesa.

A Força de Reação Rápida portuguesa, (constituída na maioria por militares paraquedistas e por três militares da Força Aérea), que inclui para além de outras forças militares e policiais da MINUSCA, estiveram envolvidas na operação, tendo um dos militares portugueses ficado ligeiramente ferido na omoplata direita devido a um fragmento provocado pelo rebentamento de uma granada ofensiva.

O militar encontra-se bem e a recuperar favoravelmente.

Da ação determinada e proeficiente dos militares portugueses resultou a captura de quatro elementos do grupo armado opositor, diverso material e a destruição de viaturas do inimigo".

República Centro Africana Bangui defesa militar português ferido granada
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)