Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

PJ investiga vingança a dono de carro conduzido por Angélico

Fogo em stand terá sido ateado por cliente que teve problemas com viatura comprada.
16 de Julho de 2011 às 00:30
Stand de Augusto (foto pequena, em baixo), onde Angélico comprou o BMW, foi incendiado por vingança
Stand de Augusto (foto pequena, em baixo), onde Angélico comprou o BMW, foi incendiado por vingança FOTO: DR

A Polícia Judiciária tem fortes indícios para acreditar que o fogo que em Fevereiro destruiu cinco carros do stand Auguscar – onde Angélico Vieira comprou, dois dias antes do acidente na A1, em Estarreja, o BMW ao volante do qual se despistou – terá sido ateado por um cliente que teve problemas com uma viatura comprada. O incêndio, que ocorreu a 4 de Fevereiro na Póvoa de Varzim, tinha como único intuito destruir os potentes carros, entre os quais estavam dois Audi R8, um Porsche e um Ferrari, causando um prejuízo de mais de meio milhão de euros. Não foi roubada qualquer viatura ou objecto de valor, o que consolida a tese de que tratou-se de uma vingança.

As imagens da videovigilância do stand captadas na madrugada do crime mostram um homem a regar os carros com gasolina. Não é possível identificar o incendiário, mas não existem margens para dúvidas de que quem ateou o fogo conhecia bem o estabelecimento.

No decorrer da investigação as autoridades concluíram também que são inúmeros os casos de clientes descontentes com os carros de Augusto. Entre eles estão várias figuras públicas como Vera Ferreira da ‘Casa dos Segredos’, o futebolista Abel Xavier e vários jogadores do Benfica. Augusto tinha por hábito fazer diversas modificações ilegais nos carros que vendia, levando mesmo a que alguns dos clientes tivessem problemas com a polícia. Chegou também a vender carros de 2002, como se tivessem saído para o mercado apenas em 2008.

Tal como o CM já avançou, o BMW no qual Angélico seguia no dia do acidente com mais três amigos não possuía os pneus adequados, o que terá potenciado a tragédia. O cantor tinha comprado a viatura há apenas dois dias ao dono do stand e assinado o contrato que está na posse de Augusto. Em troca deu-lhe o carro que possuía e algum dinheiro.

O CM contactou o dono do Auguscar, que negou todas as acusações. "Tudo o que se tem dito é mentira, estou indignado", disse Augusto, recusando prestar mais esclarecimentos.

VERA FERREIRA APANHADA COM VIATURA ILEGAL

Vera Ferreira, a amiga de Angélico que ganhou fama no reality show ‘Casa dos Segredos’, já tinha sido alertada para os rumores que circulavam sobre o stand Auguscar. E foram esses boatos que a deixaram de pé atrás quando Augusto, o dono do estabelecimento, lhe exigiu 11 mil euros por um Mini Cooper que tinha personalizado.

"Primeiro não acreditei no que me disseram os meus amigos porque era um stand que tinha carros muito caros. Mas fui adiando o pagamento do carro. Até que um dia a PSP me mandou parar e disse-me que tinha de apreender o veículo porque estava ilegal. Foram ainda os polícias que me aconselharam a desfazer-me do carro para não ter problemas", conta Vera Ferreira, sublinhando que falou do assunto com Angélico, mas o amor deste pelas viaturas de alta cilindrada falou mais alto.

Segundo o semanário ‘Sol’, o Mini poderia ser um carro que tinha sido roubado mas na altura em que Vera foi mandada parar pela polícia apenas foi passada uma multa por falta de seguro e alterações estéticas não homologadas.

 

FOGO CRIME INCÊNDIO CARRO ANGÉLICO ACIDENTE
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)