Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Polícias da ONU salvos por ‘páras’ na República Centro-Africana

Decisão dos raptores foi tomada ao terem conhecimento do destacamento dos portugueses.
S.A.V. 23 de Outubro de 2018 às 09:34
Operação estava a caminho
Militares portugueses na República Centro-Africana
Militares portugueses atacados na República Centro-Africana
Militares portugueses atacados na República Centro-Africana
Operação estava a caminho
Militares portugueses na República Centro-Africana
Militares portugueses atacados na República Centro-Africana
Militares portugueses atacados na República Centro-Africana
Operação estava a caminho
Militares portugueses na República Centro-Africana
Militares portugueses atacados na República Centro-Africana
Militares portugueses atacados na República Centro-Africana
Dois polícias das Nações Unidas sequestrados por um grupo armado na região de Bria, na República Centro-Africana, foram libertados, sábado, quando já estava no terreno uma operação dos capacetes azuis paraquedistas do Exército português.

O sequestro, em retaliação pela construção de prisões, atingiu ainda um polícia local. Os paraquedistas enviaram para Bria, por helicópteros, um destacamento de combate para descobrir e resgatar os sequestrados.

Mas as negociações tiveram sucesso e os polícias foram libertados.

O Estado-Maior-General das Forças Armadas refere que a decisão dos raptores foi tomada ao terem conhecimento do destacamento dos portugueses.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)