Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5
Siga o CM no WhatsApp e acompanhe as principais notícias da atualidade Seguir

Polícias preparam “ações criativas e inovadoras” que vão decorrer “antes, durante e na própria" JMJ

Autoridades querem demonstrar insatisfação perante a “arrogância e irresponsabilidade” do ministro da Administração Interna.
Isabel Jordão 8 de Junho de 2023 às 01:30
Dirigentes e associados da ASPP protestam em Torres Novas
Dirigentes e associados da ASPP protestam em Torres Novas FOTO: Pedro Brutt Pacheco
Os policias estão a preparar ações “criativas e inovadoras” para demonstrar insatisfação perante a “arrogância e irresponsabilidade” do ministro da Administração Interna, que vão decorrer “antes, durante e na própria Jornada Mundial da Juventude (JMJ)”, revelou esta quarta-feira o presidente da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP), Paulo Santos, adiantando que serão “assertivas no que é o espectro sindical”.

O dirigente sindical garante que “a PSP não tem efetivo suficiente para responder a todos os eventos em que está envolvida” e que “o reforço do comando de Lisboa, durante a JMJ, com 2800 elementos, vai deixar desfalcados e enfraquecidos os outros comandos distritais do País”.

O presidente da ASPP quer reunir-se com o ministro da Administração Interna para discutir a tabela salarial, as ajudas de custo e o aumento dos efetivos, acusando o governante de “usar uma narrativa que engana” ao anunciar redução de horários, remuneração pelo trabalho excecional e pagamento das ajudas de custo a 100% aos agentes envolvidos na JMJ.

Ministro realça "planeamento"
José Luís Carneiro realçou esta qurta-feira “o trabalho de planeamento estratégico, operacional e tático feito por todos os integrantes do Sistema de Segurança Interna” em curso há um ano, por causa da Jornada Mundial da Juventude.

Menos duas horas por turno
Os turnos dos policias serão reduzidos de oito para seis horas durante a JMJ, garantiu esta quarta-feira o ministro da Administração Interna. Em resposta, o presidente da ASPP diz que isso é uma “falácia” e uma “provocação aos policias”.

REZAR PELO PAPA
O presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, José Ornelas, recusa antecipar cenários para a Jornada Mundial da Juventude, devido à saúde do Papa. “Rezamos e acompanhamos a situação de saúde e esperamos aquilo que virá. Não antecipamos cenários, mas estamos contando que o Papa possa vir cá”, afirmou.

Boa disposição
Sérgio Alfieri, cirurgião, disse após a operação que o Papa estava bem-disposto e que até “brincou” com o médico. A recuperação deverá durar 5 a 7 dias.

SEM LIMITAÇÕES
Após o regresso à atividade, o papa não deverá ter limitações nas viagens ou outras atividades, referiu Sérgio Alfieri. O Vaticano anunciou que Francisco planeia visitar a Mongólia de 31 de agosto a 4 de setembro. Antes, no início de agosto, Francisco estará em Portugal para a Jornada Mundial da Juventude.
Ver comentários
C-Studio