Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Prisão preventiva para homem detido por crimes sexuais a crianças em Silves

Agressor era familiar de uma das vítimas e vizinho de outra.
Lusa 7 de Janeiro de 2022 às 13:52
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária FOTO: Alexandre Azevedo
O homem que foi detido por suspeita da autoria de vários crimes de abusos sexuais de crianças, na zona de São Marcos da Serra, concelho de Silves (Algarve), ficou em prisão preventiva, foi esta sexta-feira anunciado.

O Ministério Público (MP), através da unidade de Silves do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) da Procuradoria da Comarca de Faro, revelou que o detido, na casa dos 70 anos, ficou sujeito à medida de coação mais gravosa, depois de ter sido presente na quinta-feira a primeiro interrogatório judicial, no Tribunal Criminal de Portimão.

O detido está "indiciado pela prática de vários crimes de abuso sexual de criança, perpetrados no interior da sua casa", e a petição de medida de coação feito pelo Ministério Público, ao requerer a prisão preventiva para o detido, foi atendida pelo juiz de instrução criminal.

"Entre 2019 e o início de janeiro de 2022, em povoação do concelho de Silves, o suspeito, aproveitando-se da relação de parentesco e de proximidade entre residências com as vítimas, duas meninas, respetivamente, de 8 e 12 anos, a troco de guloseimas e de dinheiro, levava a que elas se despissem", alegou o MP.

A detenção do homem, reformado, foi anunciada na quinta-feira pela Polícia Judiciária (PJ).

Na ocasião, a PJ adiantou que os crimes foram cometidos durante, pelo menos, dois anos, "no interior da própria habitação do suspeito, familiar e vizinho das vítimas, de 8 e 12 anos".

"Os atos sexuais de relevo e as propostas de teor sexual, praticados de forma reiterada, decorreram durante dois anos", especificou a polícia, frisando que os crimes "eram levados a cabo quando se encontravam sozinhos na habitação e no quarto do homem, longe dos olhares da restante família".

Ver comentários
}