Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

"Fugir da confusão algarvia e descansar em França": a polémica campanha do aeroporto de Faro

Promoção à cidade francesa de Marselha levou o PS e o PSD do Algarve a exigir a retirada dos anúncios das redes sociais.
Lusa 29 de Julho de 2019 às 16:44
Aeroporto Internacional de Faro
Aeroporto Internacional de Faro
Aeroporto de Faro
Aeroporto Internacional de Faro
Aeroporto Internacional de Faro
Aeroporto de Faro
Aeroporto Internacional de Faro
Aeroporto Internacional de Faro
Aeroporto de Faro
O Governo ordenou esta segunda-feira a retirada de uma campanha publicitária do aeroporto de Faro publicada nas redes sociais que promovia um destino francês e convidava os destinatários a "fugir da confusão" do Algarve.

"O Governo, assim que tomou conhecimento da situação (...), pediu explicações à ANA e pediu de imediato que fossem tomadas medidas para retirar uma publicação que é contrária aos interesses do país, dos portugueses e da economia nacional", lê-se numa nota do Ministério das Infraestruturas e da Habitação.

Segundo aquele Ministério, tutelado por Pedro Nuno Santos, a ANA "já promoveu uma averiguação sobre o que se passou e retirou de imediato a ligação em causa", depois de deputados do PS e do PSD terem denunciado a campanha, que promovia a cidade francesa de Marselha e apelava a "fugir da confusão algarvia e descansar em França".

As posições dos partidos foram expressas por dois deputados à Assembleia da República eleitos por Faro, com Cristóvão Norte (PSD) a criticar a campanha "difamatória" da região e a exigir que a "publicação seja de imediato removida" ou "desmentida" e Luís Graça (PS) a pedir "a suspensão imediata" dessa campanha pelo aeroporto de Faro.

O cabeça de lista do PSD por Faro às próximas legislativas garantiu ter recebido "dezenas de denúncias" sobre a campanha, "que exortava os seus destinatários a abandonarem a 'confusão algarvia' para se dirigirem a um destino de férias francês, assinalado como tendo marina, praias, água transparente e calor".

Luís Graça, que é também presidente da Federação Regional do Algarve do PS, pediu "a suspensão imediata das campanhas patrocinadas pelo Aeroporto de Faro, promovendo destinos externos em alternativa ao Algarve", e manifestou o seu descontentamento à tutela através de uma publicação nas redes sociais.

Entretanto, o presidente do Turismo do Algarve, João Fernandes, também condenou "veementemente" o conteúdo da campanha, por "atentar contra a imagem do principal destino turístico nacional".

Lamentando o sucedido, aquele responsável manifestou, no entanto, "a sua confiança no aeroporto de Faro enquanto um dos principais parceiros empenhados no sucesso da operação turística no Algarve".

A campanha em causa, que entretanto já não está disponível nas redes sociais, promovia a cidade francesa de Marselha e apelava aos destinatários para "fugir da confusão algarvia e descansar em França".

As posições dos dois partidos foram expressas por dois deputados à Assembleia da República eleitos por Faro, com Cristóvão Norte (PSD) a criticar a campanha "difamatória" da região e a exigir que a "publicação seja de imediato removida" ou "desmentida" e Luís Graça (PS) a pedir "a suspensão imediata" dessa campanha pelo aeroporto de Faro.

Cristóvão Norte garantiu ter recebido "dezenas de denúncias" sobre uma campanha "a correr nas redes sociais do Aeroporto de Faro que exortava os seus destinatários a abandonarem a 'confusão algarvia' para se dirigirem a um destino de férias francês, assinalado como tendo marina, praias, água transparente e calor".

O cabeça de lista do PSD por Faro às próximas legislativas classificou a publicação como "uma infame exibição de tolice e de desrespeito pelos algarvios", uma "desadequada e injustificada afronta, que colide com os interesses da região e a apouca perante os destinatários desta mensagem", lê-se em comunicado.

A mesma fonte disse ainda esperar que se trate de "uma fraude" e que a informação "venha a ser prontamente desmentida" e solicitou à administração da VINCI, empresa francesa que venceu o concurso para a privatização da ANA-Aeroportos, "um pedido formal de desculpas aos algarvios".

Luís Graça, que é também presidente da Federação Regional do Algarve do PS, pediu "a suspensão imediata das campanhas patrocinadas pelo Aeroporto de Faro, promovendo destinos externos em alternativa ao Algarve" e manifestou o seu descontentamento à tutela.

"O Presidente do PS Algarve lamenta que PSD e do CDS tenham privatizado a ANA -- Aeroportos de Portugal, entregando-a à Vinci Airports, empresa de capitais franceses, sem acautelar e salvaguardar o interesse nacional", criticou a mesma fonte numa mensagem publicada nas redes sociais.

Cristóvão Norte também anunciou que ia comunicar o seu desagrado à direção do aeroporto de Faro e ao ministério da Economia.
PS PSD Aeroporto de Faro Algarve Luís Graça Cristóvão Norte VINCI
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)