Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Quatro homens acusados de roubo mortal em hipermercado

Cinco armados com pistola metralhadora roubaram mais de 17 mil euros em moedas.
Sérgio A. Vitorino 29 de Abril de 2017 às 09:29
Polícia Judiciária realizou perícias no local, verificando as armas e o cadáver do assaltante morto dentro do carro
Polícia Judiciária realizou perícias no local, verificando as armas e o cadáver do assaltante morto dentro do carro
Polícia Judiciária realizou perícias no local, verificando as armas e o cadáver do assaltante morto dentro do carro
Polícia Judiciária realizou perícias no local, verificando as armas e o cadáver do assaltante morto dentro do carro
Polícia Judiciária realizou perícias no local, verificando as armas e o cadáver do assaltante morto dentro do carro
Polícia Judiciária realizou perícias no local, verificando as armas e o cadáver do assaltante morto dentro do carro
Polícia Judiciária realizou perícias no local, verificando as armas e o cadáver do assaltante morto dentro do carro
Polícia Judiciária realizou perícias no local, verificando as armas e o cadáver do assaltante morto dentro do carro
Polícia Judiciária realizou perícias no local, verificando as armas e o cadáver do assaltante morto dentro do carro
Polícia Judiciária realizou perícias no local, verificando as armas e o cadáver do assaltante morto dentro do carro
Polícia Judiciária realizou perícias no local, verificando as armas e o cadáver do assaltante morto dentro do carro
Polícia Judiciária realizou perícias no local, verificando as armas e o cadáver do assaltante morto dentro do carro
Polícia Judiciária realizou perícias no local, verificando as armas e o cadáver do assaltante morto dentro do carro
Polícia Judiciária realizou perícias no local, verificando as armas e o cadáver do assaltante morto dentro do carro
Polícia Judiciária realizou perícias no local, verificando as armas e o cadáver do assaltante morto dentro do carro
Eram 23h20 quando cinco membros de um perigoso gang de Lisboa avançaram com o plano. Com várias armas, entre elas uma pistola metralhadora Scorpion, emboscaram os vigilantes da Esegur que iam para a carrinha com os sacos de dinheiro do hipermercado Continente do Barreiro.

Roubaram 17 569,83 euros em moedas - perto de 100 quilos. Mas a PSP foi chamada e envolveram-se numa troca de tiros com a primeira patrulha. Um bandido foi morto no local. Outro gravemente ferido. Três acabaram detidos mais tarde pela PJ. Dois agentes da PSP ficaram feridos na troca de tiros.

Os quatro ladrões sobreviventes do roubo de 15 de outubro do ano passado foram agora acusados pelo Ministério Público, após uma investigação da Unidade Nacional Contraterrorismo da PJ, que teve o apoio da diretoria de Setúbal e do Laboratório de Polícia Científica. Respondem por associação criminosa, homicídio tentado, roubo agravado, furto, recetação, falsificação de documentos e detenção de arma proibida.

O assalto foi cometido com um carro furtado, ao qual puseram matrículas falsas de uma viatura do mesmo modelo.

Assaltantes estão em prisão preventiva

O ladrão ferido pela PSP na troca de tiros foi formalmente detido no dia 3 de novembro, no hospital, onde também foram dois agentes ligeiramente feridos. O assaltante morto estava no carro da fuga e foi atingido ao volante. Tinha 40 anos e longo cadastro. Os restantes três assaltantes foram apanhados no início de fevereiro deste ano. Um deles preparava-se para apanhar um avião no aeroporto de Lisboa. Os quatro estão em preventiva.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)