Rede acusada de tráfico humano conhece acórdão em Lisboa

Traficavam pessoas da Roménia e da Bulgária para Portugal, para fins de exploração sexual e laboral.
17.04.18
Os 26 arguidos acusados de pertencerem a uma alegada rede criminosa que traficava pessoas da Roménia e da Bulgária para Portugal, para fins de exploração sexual e laboral, conhecem esta terça-feira o acórdão no Tribunal de Monsanto, em Lisboa.

Os arguidos, 11 homens e seis mulheres de nacionalidade romena, quatro homens e uma mulher búlgaros e quatro homens portugueses, um deles advogado, estão acusados, cada um, de um crime de associação criminosa e de 35 crimes de tráfico de pessoas.

O julgamento decorreu à porta fechada no Tribunal do Monsanto, devido ao tipo de crimes em causa, explicou o coletivo de juízes na primeira sessão, realizada a 05 de dezembro do ano passado, que agendou a leitura do acórdão para as 10h00 de hoje.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!