Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

‘Rei do Bacalhau’ morto pelo filho

António Fernando da Silva, de 46 anos, foi preso anteontem no Rio de Janeiro, Brasil, acusado de mandar matar o próprio pai adoptivo, o português Plácido da Silva Mendes, de 75 anos, proprietário do restaurante Rei do Bacalhau, na Ilha do Governador. O crime ocorreu há três anos, mas a polícia agora afirma que foi António quem planeou o crime para ficar com a herança do homem que um dia o tornou seu filho.
23 de Julho de 2010 às 00:30
António Silva (de calças de ganga e camisola escura) herdou 3,6 milhões de euros, um seguro de vida de 909 mil euros e o próprio restaurante do pai
António Silva (de calças de ganga e camisola escura) herdou 3,6 milhões de euros, um seguro de vida de 909 mil euros e o próprio restaurante do pai FOTO: direitos reservados

De acordo com o delegado Rafael Willis, que investigou o caso, António Fernando é suspeito de outros seis homicídios. O empresário também mandou matar o assassino do pai, Carlos Eduardo Galvão, para apagar pistas, um gerente e outro funcionário do restaurante, um ‘pai de santo’ a quem terá confessado o crime, um polícia que estava a investigar o caso e até o próprio advogado.

Com a morte do pai, António ficou com um seguro de vida de 909 mil euros, uma conta no valor de 3,6 milhões de euros, jóias e imóveis, além de aplicações financeiras e do próprio restaurante.

Para a polícia, a morte do empresário português foi determinada pela ambição do filho adoptivo e por crenças satânicas. António Fernando da Silva é um adepto de magia negra, e até a polícia ficou chocada com os livros e imagens satânicas encontradas no apartamento do suspeito.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)