Roubo falhado a ATM destrói junta

O edifício da Junta de Freguesia de Santana do Mato, em Coruche, ficou na madrugada desta quarta-feira parcialmente destruído na sequência de mais uma tentativa de roubo a uma caixa multibanco com recurso a gás falhada. Uma hora depis, um grupo de três pessoas fez nova tentativa, próximo de Setúbal.
15.06.11
  • partilhe
  • 0
  • +
Roubo falhado a ATM destrói junta
Os assaltantos injectam gás no compartimento da ATM e provocam a explosão Foto Mariline Alves

Fonte do Comando Nacional da GNR confirmou ao CM que a patrulha foi chamada ao local por volta das 3h35, alertada para a ocorrência de um rebentamento.

"O edifício estava em chamas junto à ATM", explicou a mesma fonte, adiantando que o dinheiro não terá sido removido. "Não chegaram a consumar o furto", afirmou. Os bombeiros de Coruche foram chamados ao local para travar o incêndio e o edifício da junta ficou totalmente destruído, sem portas nem janelas.

O método usado pelos dois gangs com esta técnica activos, um a Norte e outro a Sul, é simples: através de uma botija de gás ligada por fios eléctricos à caixa ATM e à bateria de um automóvel, os assaltantes destroem por completo as máquinas ATM, arrasando tudo à volta.

À SIC, Joaquim Banha, presidente da junta, admitiu tratar-se do quinto assalto à caixa multibanco. "A destruição é total", avançou o autarca, sublinhando que os roubos surgiram quase sempre após os carregamentos da ATM.

Uma hora depois da tentativa de roubo frustrada em Coruche, por volta das 4h45, um carro da GNR que estava a fazer patrulhamento impediu novo assalto, desta feita na Estrada de Santo Ovídeo, em Faralhão, Setúbal.

Segundo fonte da GNR, tratou-se de "uma tentativa de furto na dependência da CGD". Um grupo de três pessoas "tinha já o material pronto para usar", adiantou ao CM a mesma fonte. Só o aparecimento da patrulha evitou novo rebentamento, mas os ladrões colocaram-se em fuga.

A GNR admite "ser possível" ter-se tratado do mesmo grupo a executar as duas tentativas de roubo às ATM de Coruche e Setúbal.

Entre tentativas consumadas e frustradas, no último mês e meio foram registados 18 crimes com explosão de gás.

 

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!