Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Sinais usados para batota na sueca foram resolvidos a tiro

Torneio de jogo de cartas terminou em tragédia com um morto e três feridos em Vila Real.
Tânia Rei 26 de Dezembro de 2018 às 01:30
Vítima mortal de tiroteio em torneio de sueca
Suspeito do homicídio foi presente a um juiz do Tribunal de Vila Real e aguarda julgamento em prisão preventiva
Homem que atirou a matar em torneio de sueca fica em prisão preventiva.
Homem que atirou a matar em torneio de sueca fica em prisão preventiva.
Tiroteio em associação durante torneio de sueca em Vila Real
Vítima mortal de tiroteio em torneio de sueca
Suspeito do homicídio foi presente a um juiz do Tribunal de Vila Real e aguarda julgamento em prisão preventiva
Homem que atirou a matar em torneio de sueca fica em prisão preventiva.
Homem que atirou a matar em torneio de sueca fica em prisão preventiva.
Tiroteio em associação durante torneio de sueca em Vila Real
Vítima mortal de tiroteio em torneio de sueca
Suspeito do homicídio foi presente a um juiz do Tribunal de Vila Real e aguarda julgamento em prisão preventiva
Homem que atirou a matar em torneio de sueca fica em prisão preventiva.
Homem que atirou a matar em torneio de sueca fica em prisão preventiva.
Tiroteio em associação durante torneio de sueca em Vila Real
O tiroteio que provocou um morto e três feridos graves em Tuizendes, Vila Real, no domingo à noite, terá sido originado por questões relacionadas com as regras do torneio de sueca que se disputava na associação.

Nas últimas partidas que decidiam quem chegava à final do 15º torneio de sueca organizado pela associação recreativa do Grupo Unido de Tuizendes, Paulo Clemente, de 47 anos, terá visto, segundo algumas testemunhas, uma equipa de um grupo de Felgueiras noutra mesa a fazer sinais durante o jogo de cartas, o que não é permitido, e terá chamado a atenção, o que motivou uma discussão.

Paulo Clemente, empresário ligado ao comércio de carne, foi ao carro buscar um revólver e uma pistola 6.35 mm e seguiu o grupo rival até a um parque de estacionamento improvisado, onde abriu fogo sobre os amigos.

O diferendo acabou com tiros, que vitimaram Luís Matos, de 50 anos, bancário da Caixa de Crédito Agrícola, e feriram mais três homens de 44,54 e 56 anos, dois deles em estado grave.

O suspeito foi ouvido na segunda-feira de manhã no Tribunal de Vila Real, tendo ficado em prisão preventiva.

Vencedores do torneio ganham vitelas
Paulo Clemente não ia participar no torneio, mas arranjou um parceiro à última hora. Resolveram ir a jogo. Compuseram uma das 90 equipas que se inscreveram.

A aldeia de Tuizendes tem fama pela organização de torneios com muitos participantes, aos quais se desloca muita gente da zona do Porto.

O prémio principal em jogo eram duas vitelas. O grupo de Felgueiras era presença habitual e costuma ficar bem classificado.
Ver comentários