Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Superdragão morre a mergulhar no Douro por aposta de 100 euros

Tinha sido condenado no processo do Gangue de Valbom.
2 de Agosto de 2017 às 15:18
Bruno Coutinho tinha 33 anos
Queda aconteceu nas escadarias do rio, na Ribeira do Porto
Ribeira do Porto
Ribeira do Porto
Bruno Coutinho tinha 33 anos
Queda aconteceu nas escadarias do rio, na Ribeira do Porto
Ribeira do Porto
Ribeira do Porto
Bruno Coutinho tinha 33 anos
Queda aconteceu nas escadarias do rio, na Ribeira do Porto
Ribeira do Porto
Ribeira do Porto

Bruno Coutinho, de 33 anos, pertencente aos Superdragões, claque do FC Porto, estava a divertir-se, na madrugada desta terça-feira, na Ribeira do Porto. Uma aposta de amigos levou-o a dar um mergulho fatal. O homem caiu e bateu com a cabeça nas escadarias quando tentava lançar-se à água do rio Douro. O 'superdragão' estava em liberdade, depois de ter sido condenado no processo do Gangue de Valbom. 

Bruno Coutinho e um grupo de amigos estariam alcoolizados quando terão apostado 100 euros em como este seria capaz de saltar para o rio. Segundo alguns relatos, alguns dos amigos, percebendo o estado de embriaguez de Bruno, ainda o tentaram travar, enquanto outros o incentivavam.

Foi transportado para o Hospital de Santo António onde deu entrada em estado grave cerca das 04h30, mas acabou por morrer. 

"Quando ele caiu, alguns amigos aperceberam-se e vieram logo a correr. Eram muitos a tentar tirá-lo das escadas e a socorrê-lo", contou ao CM Gastão Teixeira, figura incontornável de salvamentos na Ribeira, segundo o qual os bombeiros foram alertados de imediato por um vigilante do barco ‘Invicta’, da empresa Douro Azul. 

Alguns amigos ainda o tentaram salvar, mas foram os bombeiros que o resgataram já em paragem cardiorrespiratória.

A vítima, solteira, era segurança em discotecas da cidade do Porto e morava no Bairro do Cerco, na mesma cidade. Tinha perdido a mãe há cerca de um mês. O incidente aconteceu numa noite em que as bebidas alcoólicas são mais baratas, sendo considerada "de bastante lucro" para os comerciantes.

Bruno foi condenado a sete anos de cadeia em julho de 2010 no âmbito do processo do gang de Valbom. Esteve envolvido em vários roubos à mão armada.

Em 2006 tinha estado envolvido numa fuga à GNR que culminou com a morte de um jovem de 21 anos. Era ele quem conduzia o carro e foi condenado a um ano de prisão.

O militar que alvejou o carro onde os suspeitos fugiam também foi condenado.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)