Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

“Tinha sorriso rasgado”

Leonor Santos, de 10 anos, morreu com um tiro disparado acidentalmente por um primo
2 de Agosto de 2013 às 01:00
Familiares choram morte acidental de Leonor Santos, aos 10 anos, em Mangualde
Familiares choram morte acidental de Leonor Santos, aos 10 anos, em Mangualde FOTO: D.R.

"Tiraram-nos a nossa menina, a nossa princesa", gritaram ontem, em lágrimas, familiares de Leonor Santos, que se concentraram no Complexo Paroquial de Mangualde, onde o corpo da criança de dez anos morta com um tiro acidental da arma do avô está em câmara ardente até às 18h00 de hoje, altura em que se realiza o funeral.

"Era uma criança muito simpática, sempre de sorriso rasgado e cheia de sonhos. Foi uma tragédia que nenhum familiar merecia", disse ao CM Luís Lopes, 29 anos, primo da vítima. O acidente ocorreu ao final da tarde de quarta-feira, em casa dos avós, e deixou a aldeia de Travanca de Bodiosa, Viseu, em choque. Leonor brincava na sala com o irmão Rodrigo, de sete anos, e o primo Guilherme Capela, de 13, que foi ao armário buscar a pistola, que alegadamente terá caído e disparado o tiro que atingiu a criança no tórax.

"A Leonor ainda desceu sete degraus de uma escada e caiu nos braços da tia. Quando a viraram viram o sangue e o buraco do tiro", diz Luís Lopes. Chegou ao hospital já cadáver. O primo chora frequentemente e está a receber apoio de uma psicóloga da família. "É uma situação difícil de digerir, só uma família unida como esta irá conseguir superar", concluiu. 

leonor santos tiro acidente viseu arma familiares
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)