Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Vende a filha menor para sexo

Sapateiro pagava para abusar da menina.
Luís Oliveira 15 de Maio de 2015 às 16:47
prostituição, criança
prostituição, criança FOTO: Ricardo Cabral / Correio da Manhã
São mais dois casos chocantes em que os agressores sexuais são familiares das vítimas. A PJ deteve um homem de 34 anos por, durante três anos, ter abusado da filha, agora com sete, em Mangualde. E em Loriga, Seia, um sapateiro, de 74 anos foi detido por abusar de uma menina de 9 com o consentimento da mãe – suspeita de lenocínio. Vendia a filha.

Em Mangualde, o caso foi denunciado pela vítima a uma professora, na passada sexta-feira. A PJ deteve o suspeito, agricultor desempregado, dois dias depois. Após ser ouvido por um juiz, recolheu em prisão preventiva. A mãe da vítima e companheira do suspeito não saberia de nada.

Em Loriga, a PJ da Guarda recolheu provas que levaram à detenção do sapateiro por, durante dois anos, ter abusado e violado uma menina que agora tem 11 anos.

Era a mãe da menor que a levava à casa do suspeito para terem relações sexuais. Em troca recebiam dinheiro e chocolates. A menina foi retirada à mãe em outubro de 2014 e institucionalizada. O idoso tinha em casa várias revistas pornográficas e objetos de cariz sexual.
Vende filha menor sexo seia sapateiro pagar abusar menina
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)