Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Violador proibido de ir a discotecas

Empresário, de 24 anos, foi detido pela Polícia Judiciária de Braga.
Liliana Rodrigues 25 de Julho de 2015 às 16:34
Edifício da Polícia Judiciária de Braga
Edifício da Polícia Judiciária de Braga FOTO: Secundino Cunha
Ao longo de toda a noite, manteve-se perto da estudante, percebendo que a jovem já tinha bebido muito. No final da madrugada do passado sábado, saiu da discoteca Biba Ofir, em Fão, Esposende, na companhia da rapariga de 17 anos. Acabou por abusar sexualmente da vítima que, naquela altura e por estar embriagada, não tinha noção do que estava a acontecer. Apresentou depois queixa à GNR. A PJ de Braga deteve o suspeito, de 24 anos, e levou-o a tribunal para interrogatório.

O arguido – empresário e residente na zona de Braga – não negou os factos, mas garantiu que se tratou de um ato que foi consentido, e que a vítima nunca se opôs a manter relações sexuais num edifício abandonado e próximo da discoteca onde se encontravam.

O suspeito – que está indiciado por abuso sexual de pessoa incapaz de resistência – foi liberto pelo juiz, mas ficou proibido de aceder a espaços de diversão noturna, estando ainda obrigado a apresentações semanais junto do posto da GNR.

O alerta foi dado pelas 07h00 por uma amiga da estudante, que encontrou a rapariga em estado de choque, ao perceber o que tinha acontecido. Uma patrulha da GNR presente no local foi alertada e a vítima levada ao hospital de Braga, tendo a investigação transitado para a PJ.
violador abuso sexual discoteca Fão Esposende GNR Polícia Judiciária
Ver comentários