Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Engenheiro deficiente pede cadeira

Nuno Rei está à espera desde novembro.
J.S. 12 de Outubro de 2015 às 11:30
Nuno Rei junto dos pais
Nuno Rei junto dos pais FOTO: Pedro Catarino
Nuno Rei, 38 anos, tenta desde novembro de 2014 obter da Segurança Social o financiamento para uma cadeira de rodas adaptada a tetraplégicos. O engenheiro civil está reformado desde os 35 anos. Tem um pensão de 270 euros e mais 90 euros de assistência à terceira pessoa.

A cadeira que possui está partida. "É um risco andar nesta cadeira. Posso cair a qualquer momento. Perante este receio, evito sair de casa", referiu junto dos pais em Santa Iria de Azoia (Loures).

Nuno Rei deslocou-se à Segurança Social em maio, tendo sido informado de que os orçamentos apresentados, na ordem dos 12 mil euros, estavam mal elaborados. Em junho, apresentou novo pedido, de que aguarda decisão. Contactado o Instituto da Segurança Social, não foi possível obter esclarecimentos até ao fecho da edição.
Deficiente Nuno Rei Segurança Social cadeira de rodas tetraplégico
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)