Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Governo corta bolsas a 18 mil estudantes do Secundário

Alunos com Ação Social Escolar levam corte de 214 euros nas bolsas de mérito.
Bernardo Esteves 1 de Dezembro de 2018 às 11:21
Estudantes
Sala de aula
Sala de aula
Estudantes
Sala de aula
Sala de aula
Estudantes
Sala de aula
Sala de aula
"Devem proceder apenas ao pagamento de 50% do valor a que o aluno teria direito. O restante valor só será pago em 2019." Foi este o teor da mensagem enviada às escolas pelo Ministério da Educação, que aplica assim um corte nas bolsas de mérito que 18 mil alunos do Secundário com Ação Social Escolar deveriam receber neste 1º período.

As bolsas destinam-se a alunos com média de pelo menos 14 valores, e correspondem a um valor de 1070 euros anuais. O pagamento é feito em tranches e, neste 1º período, os alunos deveriam receber 428 euros, mas o Governo só vai pagar metade.

"É mais uma forma de cativar verbas. Fazê-lo antes do Natal a alunos com carência económica que mesmo assim tiveram resultados excelentes é defraudar de forma inqualificável as suas expectativas", disse ao Correio da Manhã Filinto Lima, da Associação Nacional de Diretores de Escolas.

Jorge Ascensão, da Confederação de Associações de Pais, espera que o Governo emende a mão. "São famílias sem recursos que aproveitam estas verbas para comprar uma secretária ou material de estudo", disse.

Finanças dizem que vão tentar pagar tudo
Depois de o caso ter sido noticiado ontem pelo ‘DN’, o Ministério das Finanças diz que afinal vai pagar tudo se resolver questões técnicas.

"Estão a ser realizados todos os esforços para resolver as dificuldades de procedimentos técnicos necessários à operacionalização das transferências, para que o pagamento seja realizado o mais brevemente possível e assim efetivar-se o pagamento, na totalidade, do montante relativo às bolsas de mérito", revela.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)