Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Hipertensão pulmonar afeta qualidade de vida

Cerca de 300 doentes recebem tratamento nos hospitais nacionais.
Gonçalo Silva 26 de Abril de 2015 às 16:11
Doentes são seguidos no CHUC com todos os cuidados e avaliações regulares
Doentes são seguidos no CHUC com todos os cuidados e avaliações regulares FOTO: D.R.
Em Portugal há cerca de 300 doentes com hipertensão pulmonar a receber tratamento. É uma doença que afeta os pulmões e o coração. Leva a um aumento da pressão com que o sangue circula nos vasos pulmonares, aumentando por isso o trabalho que o coração tem de desenvolver. Pode manifestar-se por cansaço extremo e em muitos casos é fatal.

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) é uma das unidades de referência. Acompanha cerca de 80 doentes em tratamento específico de hipertensão pulmonar. Por vezes, o diagnóstico inicial pode ser difícil. "Os sintomas não são exclusivos desta doença e podem ser vagos e genéricos: cansaço, falta de força, incapacidade para realizar tarefas que se faziam com relativa facilidade e falta de ar. Já em fazes mais avançadas pode levar à perda de consciência, tosses persistentes ou manifestações de insuficiência cardíaca", refere Maria da Graça Castro, responsável pela Unidade de Hipertensão Pulmonar do CHUC.

"Em rigor, a hipertensão pulmonar não é uma doença, mas uma característica comum a um grande número de doenças muito diferentes entre si e com tratamentos também diferentes", diz Graça Castro. A cardiologista alerta que, independentemente da patologia a que se associa, "a hipertensão pulmonar é sempre um marcador de maior gravidade, piora a evolução da doença de base, compromete a qualidade de vida e reduz a sobrevida". A hipertensão pulmonar exige um acompanhamento diferenciado.

Hipertensão pulmonar saúde pulmões qualidade de vida