Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Matosinhos já entregou quase 100 mil manuais escolares

Pá passaram pelo Banco de Livros cerca de 18.150 pessoas.
7 de Agosto de 2015 às 16:40
Livros escolares
Livros escolares FOTO: Miguel Veterano

O Banco de Livros da Câmara de Matosinhos, a funcionar desde 2012, já entregou quase 100 mil manuais escolares, apelando a autarquia à responsabilidade social dos cidadãos para que apoiem cada vez mais famílias.

À agência Lusa, a Câmara de Matosinhos revela que já passaram pelo Banco de Livros, em funcionamento na Casa da Juventude de Matosinhos, cerca de 18.150 pessoas, tendo sido entregues 98.760 manuais escolares e recolhidos 39.906 volumes.

"O banco de livro é um projeto de grande alcance social da Câmara de Matosinhos e permite não só aliviar os orçamentos familiares (só nos últimos quatro anos os manuais escolares sofreram um aumento de 10%), mas também reduzir a pegada ecológica desta indústria, promovendo a reutilização dos livros", enfatiza.

A Câmara de Matosinhos apela "à responsabilidade social dos cidadãos, pais e educadores" para que o Banco de Livros Escolares possa "continuar a apoiar cada vez ainda mais famílias e jovens estudantes" uma vez que só é possível reutilizar e entregar livros gratuitos se cada vez mais pessoas doem os manuais de que os filhos já não necessitam.

"Podem recorrer a este serviço famílias de qualquer concelho, sendo atualmente procurado por pais de Matosinhos, Porto, Gondomar, Maia, Valongo, Vila Nova de Gaia, São João da Madeira e Vila do Conde", explica.

Quando os manuais entregues não são reutilizáveis, o Banco de Livros de Matosinhos associou-se à campanha "Papel por Alimentos" do Banco Alimentar Contra a Fome, que permite converter cada tonelada de livros em 100 euros de produtos alimentares.

Ver comentários