Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Papa aceita renúncia de bispos envolvidos em escândalo de abusos sexuais

Francisco acusou bispos chilenos de encobrir e destruir provas.
11 de Junho de 2018 às 14:19
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco
Papa Francisco

O Papa Francisco aceitou, esta segunda-feira, a renúncia de três bispos chilenos, incluindo Juan Barros. Nomeado bispo em Março de 2015 pelo Papa Francisco, foi acusado no Chile de encobrir os casos de abuso sexual cometidos pelo influente Fernando Karadima quando era pastor da igreja El Bosque, em Santiago.

Karadima foi condenado em 2011 pela justiça canónica a uma vida de reclusão e penitência por esses actos. Durante a visita àquele país, em Janeiro, o Papa foi bastante criticado por considerar que as acusações contra o bispo Juan Barros eram "calúnias", uma vez que não havia "uma única prova contra ele". Posteriormente, reconheceu "graves erros de avaliação" sobre o caso, depois de conhecer o relatório do bispo Charles J. Scicluna, enviado ao Chile para ouvir os testemunhos de 64 vítimas de abusos sexuais.

Em Maio deste ano, todos os bispos chilenos apresentaram a sua renúncia. Segundo a Reuters, não ficou claro se o Papa não aceitará mais renúncias. 


Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)