Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Premiado projeto que melhora diagnóstico de Alzheimer

Foi também distinguido um projeto para acelerar recuperação de lesões vertebromedulares.
Bernardo Esteves 28 de Novembro de 2018 às 21:28
Edmundo Martinho, José Vieira da Silva e Luísa Lopes
Edmundo Martinho, José Vieira da Silva e Luísa Lopes
Edmundo Martinho
Edmundo Martinho, José Vieira da Silva e Luísa Lopes
Edmundo Martinho, José Vieira da Silva e Luísa Lopes
Edmundo Martinho
Edmundo Martinho, José Vieira da Silva e Luísa Lopes
Edmundo Martinho, José Vieira da Silva e Luísa Lopes
Edmundo Martinho

Os prémios Santa Casa Neurociências 2018 foram esta quarta-feira entregues no Teatro Thalia, em Lisboa, a um projeto sobre reabilitação vertebromedular e um outro sobre a doença de Alzheimer, cujo objetivo é melhorar o diagnóstico da doença. Cada um dos projetos arrecadou 200 mil euros.

Nesta 6ª edição, o Prémio Melo e Castro foi atribuído a Nuno Sousa e sua equipa de investigação da Universidade do Minho, pelo projeto ‘Thertact-Exo: Exoesqueleto controlado por atividade cerebral para reabilitação vertebromedular’. O objetivo é tornar mais rápida a recuperação de lesões vertebromedulares, recorrendo a um exoesqueleto controlado por atividade cerebral, realidade virtual e feedback táctil.

"Este é um projeto de interdisciplinaridade que envolve áreas como a medicina, bioquímica, engenharia e até música", disse Miguel Gago, o elemento da equipa que recebeu o prémio, dada a ausência de Nuno Sousa.

Já o Prémio Mantero Belard, foi atribuído a Luísa Lopes e respetiva equipa de investigadores do Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes, da Universidade de Lisboa. O projeto utiliza "novos modelos baseados no envelhecimento para elucidação de mecanismos de patogénese da doença de Alzheimer".

"O objetivo é melhorar o neurodiagnóstico de Alzheimer", disse Luísa Lopes, defendendo que "os prémios Santa Casa mudaram o panorama das neurociências em Portugal".

Vieira da Silva, ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, que tutela a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, defendeu que estes prémios devem ser "preservados e ampliados", desafiando a instituição a alargar os prémios para "outras áreas".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)