Prémios Santa Casa distinguem investigação sobre memória e tratamento de Alzheimer

Doença, forma mais comum de demência, não tem cura.
Por Lusa|30.11.17
  • partilhe
  • 0
  • +
Estudos sobre a memória em doentes com demência e novos tratamentos para a Alzheimer e as lesões na medula espinal foram distinguidos pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa com três prémios na área das neurociências, foi esta quinta-feira divulgado.

Os prémios Mantero Belard e Melo e Castro 2017, no valor de 200 mil euros cada um, foram atribuídos respetivamente aos investigadores Maria José Diógenes (Instituto de Medicina Molecular de Lisboa) e António Salgado (Universidade do Minho).

No valor de 40 mil euros, o Prémio João Lobo Antunes, entregue pela primeira vez este ano, foi para o neurologista Bruno André Miranda. Os três vencedores foram divulgados pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que promove os prémios.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!