Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

PS questiona saída de oncologistas do hospital de Évora

Socialistas querem respostas do Governo sobre esta situação.
24 de Junho de 2015 às 17:53
FOTO: Direitos Reservados
O deputado do PS Bravo Nico questionou o Governo sobre a saída de oncologistas do hospital de Évora, considerando que a situação pode colocar em causa a manutenção e qualidade do serviço e a formação de médicos.

"Não sabemos qual a quantidade de médicos que terá saído do serviço de oncologia e, não sabendo isso, também não sabemos se essa saída de clínicos poderá por em causa a manutenção e qualidade do serviço", afirmou hoje à agência Lusa o parlamentar socialista.

Bravo Nico disse temer que a saída de clínicos do serviço de oncologia do Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) possa também "comprometer a formação de médicos nesta especialidade", tendo em conta a "saída dos profissionais mais qualificados", entre os quais o "próprio diretor" do serviço.

A pergunta do deputado do PS dirigida ao Governo surge depois de, nos últimos dias, a Câmara e a Assembleia Municipal de Évora e do bastonário da Ordem dos Médicos terem manifestado preocupação com a saída de oncologistas e de profissionais de radiologia do hospital alentejano.
PS Governo hospital Évora
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)