Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Psicólogos do INEM travam suicídios

Epecialistas dão apoio em situação de morte inesperada.
Cristina Serra 15 de Fevereiro de 2015 às 21:18
Os psicólogos prestam apoio 24 horas por dia
Os psicólogos prestam apoio 24 horas por dia FOTO: D.R.

Pessoas com comportamentos suicidas ou familiares e amigos de vítimas de situações traumáticas contam com o apoio de psicólogos do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), que intervêm em situações de crises psicológicas, incluindo casos de abusos ou de violência física ou sexual.

 

Em muitas situações, o apoio é prestado por telefone, depois de as chamadas serem encaminhadas pelo 112. A tentativa de suicídio é uma das principais razões de quem contacta o serviço. Em 2013, foram 85 casos, de um total de 315 saídas destes profissionais. Por vezes, os psicólogos negoceiam com os suicidas a aceitação de ajuda.

As deslocações mais frequentes são as que envolvem morte inesperada com familiares no local.

 

Em 2013, registaram-se 152 saídas. Uma delas foi relacionada com a morte dos estudantes na praia do Meco. Já em 2007, o acidente na A23 que vitimou 17 pessoas da universidade sénior de Castelo Branco também teve intervenção dos psicólogos do INEM. O mesmo acontece nas mortes de pescadores.

inem psicólogos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)