Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Queimada no hospital de Braga

Família de paciente queixa-se de negligência médica.
Liliana Rodrigues 28 de Outubro de 2015 às 18:54
Maria Emília foi assistida no hospital e acabou por sofrer várias queimaduras
Maria Emília foi assistida no hospital e acabou por sofrer várias queimaduras FOTO: DR e Secundinho Cunha
Revoltada. É assim que se sente a família de Maria Emília Morgado, de 54 anos, que acusa o hospital de Braga de negligência e promete levar o caso a tribunal. A mulher está agora internada no hospital da Prelada (Porto), com queimaduras internas e externas.

Ao CM, o hospital de Braga sublinha que "o plano de tratamento foi, sempre, ajustado ao quadro clínico que a doente apresentava e tendo em conta as suas patologias". E garante estar "a recolher informações adicionais para o esclarecimento do sucedido, nomeadamente, em relação às causas e contexto".

Para a família, o caso está envolto em mistério. A mulher deu entrada no hospital de Braga a 10 de outubro: "Estava sem memória. Após exames, ficou internada a fazer tratamento, mas ainda não sabiam o que ela tinha", explica a filha, Diana Costa. Maria Emília teve alta no dia 21, mas a situação voltou a agravar-se e foi hospitalizada. "Ficou num estado muito desumano e foi transferida para o Porto", conta a filha, que se queixa de não ter recebido explicações do hospital de Braga.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)