Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Remédio trata 80% dos miomas

Estudo revela eficácia na redução da perda de sangue, anemia e volume dos tumores
11 de Maio de 2014 às 18:00
Jacques Donnez revela que a maioria das mulheres teve os sintomas controlados
Jacques Donnez revela que a maioria das mulheres teve os sintomas controlados FOTO: Michael Hughes/Corbis

Um novo tratamento de acetato de ulipristal para tratar os miomas uterinos, comparticipado em Portugal desde o início do mês, reduz o volume dos tumores em 80% dos casos, segundo os especialistas. A terapêutica, sob a forma de comprimidos, durante três meses, pode evitar uma cirurgia ou converter uma cirurgia radical, como a histerectomia, num procedimento minimamente invasivo.

"Verificou-se que mais de 90% das mulheres tiveram os sintomas controlados. A substância diminuiu a hemorragia uterina e a anemia. Reduz ainda o volume do tumor, que é muito importante. Em alguns casos, os resultados são tão bons que as mulheres conseguem engravidar", explicou ao CM Jacques Donnez, investigador principal do estudo internacional sobre miomas uterinos, em Glasgow (Escócia), à margem do Congresso Europeu de Ginecologia.

A presidente da Sociedade Portuguesa de Medicina da Reprodução, Ana Teresa Santos, salienta a possibilidade de as mulheres recuperarem a fertilidade. "Os miomas uterinos afetam cerca de dois milhões de portuguesas: 40 a 50% das cirurgias podem ser evitadas. Por ano realizam-se 10 mil histerectomias em Portugal", refere.

O Infarmed aprovou o medicamento em fevereiro de 2012.

medicamento remédio mioma acetato de ulipristal terapêutica tumores
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)