Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Setor agrícola "importantíssimo" para retoma económica de Portugal e da UE, afirma ministra da Agricultura

De acordo com os dados avançados pela governante, em 2020, as exportações do setor aumentaram 5%, enquanto as importações cederam 4,8%.
Lusa 4 de Maio de 2021 às 18:24
Maria do Céu Albuquerque, a ministra da Agricultura
Maria do Céu Albuquerque, a ministra da Agricultura FOTO: Lusa
A ministra da Agricultura defendeu esta terça-feira, no parlamento, que o setor agrícola é "importantíssimo" para a retoma económica de Portugal e da União Europeia, enaltecendo o trabalho do setor durante a pandemia de Covid-19.

"O país não parou, a agricultura não parou e neste momento com esforço de todas e todos, o país está melhor do ponto de vista dos efeitos da pandemia [...]. Se nada faltou nas nossas mesas, nas nossas casas e se notámos a preferência por produtos nacionais [...] isso tem a ver com a capacidade de adaptação dos nossos agricultores e reforça a nossa responsabilidade em assumir que agricultura e setor importantíssimo e estratégico para retoma do pais e da União Europeia", afirmou Maria do Céu Antunes, numa audição parlamentar na comissão de Agricultura e Mar.

De acordo com os dados avançados pela governante, em 2020, as exportações do setor aumentaram 5%, enquanto as importações cederam 4,8%.

Já as exportações do complexo agroalimentar aumentaram 2,6% até fevereiro e as importações caíram 6,1%.

Para Maria do Céu Antunes, estes resultados espelham o trabalho dos agricultores e produtores, mas também significam que a Política Agrícola Comum (PAC) "cumpre o seu papel, garante a resiliência e a segurança dos sistemas alimentares".

No que se refere aos apoios disponibilizados pelo executivo, a governante destacou 600 milhões de euros aprovados no âmbito das linhas de crédito, o pagamento de 120 milhões de euros em adiantamentos, a que se juntam mais 512 milhões de euros pagos no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR) 2020.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.214.644 mortos no mundo, resultantes de mais de 153,4 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.981 pessoas dos 837.715 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

PE // JNM

Lusa/Fim

Ver comentários