Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Furacão Helene pode chegar aos Açores este sábado

Tempestade tropical vai atingir arquipélago com pouca intensidade.
11 de Setembro de 2018 às 13:29
EUA preparam-se para receber impacto do 'colossal' furacão Florence
São Miguel, Açores
Baía de Santa Maria, nos Açores
Furacão Helene
EUA preparam-se para receber impacto do 'colossal' furacão Florence
São Miguel, Açores
Baía de Santa Maria, nos Açores
Furacão Helene
EUA preparam-se para receber impacto do 'colossal' furacão Florence
São Miguel, Açores
Baía de Santa Maria, nos Açores
Furacão Helene
O furacão Helene, localizado esta manhã a 2530 quilómetros a sul-sudoeste dos Açores, deverá atingir o arquipélago no sábado embora com intensidade reduzida e já na categoria de tempestade tropical, revelou esta terça-feira o IPMA.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o ciclone estava esta manhã a deslocar-se para oeste-noroeste a 22 quilómetros por hora, "devendo nos próximos dias a sua trajetória alterar-se para norte-noroeste".

Nesse sentido, precisa o instituto, "existe a possibilidade" de os Açores sofrerem a "influência desta tempestade a partir do fim do dia de sábado".

Contudo, a partir de quarta-feira a intensidade do furacão "deverá começar a diminuir, sendo que a partir de sexta-feira é de prever que seja classificado como tempestade tropical".

Furacão Helene mantém trajetória de aproximação aos Açores
O furação Helene, que estava na noite de terça-feira a 2.435 quilómetros a sul-sudoeste dos Açores, mantém a trajetória de aproximação ao arquipélago, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, o ciclone está a deslocar-se a 19 quilómetros por hora e existe a "possibilidade de o arquipélago dos Açores sofrer a influência deste ciclone a partir de sábado".

O ciclone estava às 21h00 de terça-feira (mais uma hora em Lisboa) classificado como furacão de categoria 2, com vento médio de 165 quilómetros por hora, mas deve perder intensidade.

"É expectável que a sua intensidade diminua devido ao seu deslocamento para águas mais frias e, nas próximas 36 horas, se torne tempestade tropical", informa o IPMA.
Helene Instituto Português do Mar e da Atmosfera IPMA Açores meteorologia furacão
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)