Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Urgência pediátrica de Aveiro fechou por contaminação de profissionais por coronavírus

Casos de necessidade de atendimento foram remetidos para o Hospital Pediátrico de Coimbra.
Lusa 17 de Março de 2020 às 15:16
Urgência do Hospital de Aveiro
Urgência do Hospital de Aveiro FOTO: Catarina Lima
O encerramento da urgência pediátrica do Hospital de Aveiro ficou a dever-se à contaminação de dois médicos pediatras pelo Covid-19, revelou hoje à Lusa fonte hospitalar.

"Nesta data foram identificados dois profissionais da equipa da urgência pediátrica contaminados, o que fundamentou o encerramento da Urgência Pediátrica (do Hospital de Aveiro), por razões de prevenção e contenção", esclareceu o conselho de administração do Centro Hospitalar do Baixo Vouga (CHBV), que gere os hospitais de Aveiro, Águeda e Estarreja.

O Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Baixo Vouga havia decidido encerrar a Urgência de Pediatria do Hospital de Aveiro a partir das 8h00 horas de terça-feira, remetendo os casos de necessidade de atendimento para o Hospital Pediátrico de Coimbra.

Já na segunda-feira, a administração hospitalar havia comunicado a desmarcação das consultas de pediatria agendadas para os Hospitais de Aveiro, Águeda e Estarreja, até nova indicação, ficam desmarcadas.

"Nas situações clínicas que o justifiquem, o médico pediatra assistente entrará em contacto com o responsável da criança", explicou a informação difundida pelo CHBV.

O conselho de administração tem vindo a aplicar um conjunto de restrições no Hospital de Aveiro, nomeadamente a interdição de visitas a doentes internados.

De forma a minimizar os efeitos da interdição de visitas, o Centro Hospitalar organizou um serviço de entrega de roupas, produtos de higiene, livros, e outros artigos a doentes internados.

Assim, "os familiares que tenham necessidade de entregar alguma coisa aos seus doentes internados no Hospital de Aveiro, podem dirigir-se ao Serviço Informativo (hall principal do hospital) das 12h00 às 20h00", segundo a mesma fonte.

No que respeita ao Serviço de Obstetrícia o CHBV tem disponível uma linha telefónica de apoio à grávida, através do número 934 008 983.

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou cerca de 170.000 pessoas, das quais 6.850 morreram. Entre o número total de infetados, mais de 75.000 já recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se entretanto por mais de 140 países e territórios.

Depois da China, que regista a maioria dos casos, a Europa tornou-se o epicentro da pandemia, com quase 60.000 infetados e pelo menos 2.684 mortos. Os países mais afetados são: Itália, com 2.158 mortos em 27.980 casos; Espanha, com 309 vítimas mortais em 9.191 infetados; e França, com 127 falecimentos em 5.423 diagnósticos confirmados.

Portugal registou segunda-feira a primeira morte por Covid-19. Trata-se de um homem de 80 anos que estava internado há vários dias no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, com várias patologias associadas.

Segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS), há 331 pessoas infetadas até hoje, sendo que, dos casos confirmados, 192 estão a recuperar em casa e 139 estão internados, 18 dos quais em Unidades de Cuidados Intensivos

Do total de infetados em Portugal, três já recuperaram.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)