Correio da Manhã

Material histórico da RTP ao abandono
Foto Direitos Reservados
Foto Direitos Reservados
Foto Direitos Reservados
Foto Direitos Reservados
Por Duarte Faria | 08 Outubro 2018
  • Partilhe
Centro Emissor de Pegões, desativado desde 2011, está cada vez mais degradado. No interior há milhares de peças amontoadas.

Abandonado e degradado. É assim que se encontra o Centro Emissor de Onda Curta de Pegões, no concelho do Montijo, propriedade da RTP, como comprovam as fotos a que o Correio da Manhã teve acesso e que revela esta segunda-feira.

No seu interior encontram-se, abandonados à sua sorte, equipamentos, viaturas históricas da rádio, guiões de teatro radiofónico batidos à máquina e discos. Neste último caso, é mesmo possível encontrar discos partidos de recolhas musicais de Fernando Lopes Graça e Michel Giacometti dos quais foram prensados poucos exemplares. Mas há muito mais material histórico não identificado.

De acordo com os relatos feitos ao CM por fontes que estiveram no interior dos edifícios, é também possível encontrar, espalhados pelo chão, dados pessoais de trabalhadores, alguns do período do Estado Novo.

Trata-se de um complexo com 90 mil metros quadrados, que alberga vários edifícios e que se encontra guardado por um segurança. Nos últimos anos, a sua degradação e a do material que se encontra no seu interior foi alvo de vários alertas por parte de trabalhadores e partidos políticos, junto da administração da RTP e do Ministério da Cultura. Mas nada mudou.

Questionada pelo CM, a RTP esclareceu que "o Centro de Emissão de Pegões serviu como emissor de Onda Curta e está desativado desde 2011, ano em que a RTP, seguindo a tendência dos grandes operadores europeus, deixou de usar esta tecnologia". Por isso, a empresa pública "não tem prevista outra utilização do Centro e o terreno, tal como alguns outros, está identificado para potencial alienação".

PUBLICIDADE
O CM sabe que a administração da RTP já fez a avaliação da situação e concluiu que os equipamentos de Onda Curta que se encontram no local estão obsoletos e não têm interesse de mercado. As restantes peças foram consideradas de menor interesse histórico.

PORMENORES
1954
Foi o ano em que a Emissora Nacional (hoje Antena 1, do grupo RTP) inaugurou em Pegões o Centro Emissor Ultramarino. A este emissor acrescentou-se um outro de onda curta, em 1957, e mais quatro, em 1966.

Imóveis da RTP à venda
Em 2017, a RTP tinha à venda, segundo o plano de atividades, o Centro Regional dos Açores, a Estação Emissora de Santa Maria, a Estação de Chaves, o Edifício Cinema Lumiar, um terreno em Ribeira de Nisa e o Centro de Pegões. Esperava um encaixe de 1,8 milhões de euros.

Siga o CM no Facebook.

  • Partilhe
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE