Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
2

A NOVA RUA SÉSAMO

Está prestes o início das filmagens da série “A Bruxa e o Extraterrestre”. É uma série infantil de 26 episódios, de 25 minutos cada um, que combina bonecos articulados, animação digital em 2D e 3D, e imagens reais de um grupo de actores.
30 de Maio de 2003 às 04:18
Ramona, a bruxa, Ranhosa, a Iguana, e Zhul, o extraterrestre, os protagonistas da série
Ramona, a bruxa, Ranhosa, a Iguana, e Zhul, o extraterrestre, os protagonistas da série
A estreia está indicada para Setembro, no âmbito da programação infantil da RTP1. Ainda antes, a televisão pública exibirá a média metragem de animação “Zé dos Pássaros”, no domingo, Dia Mundial da Criança.
A produtora “Abre-te Césamo” está de momento empenhada nestas co-produções com o ICAM, mas ideias para outras séries não faltam. O brasileiro Silvino Fernandes, guionista de formação e autor de séries infantis, gere esta “jovem produtora com três anos”, em parceria com Paulo Sousa.
Depois de ter trabalhado durante 14 anos para o teatro e televisão no Brasil, Silvino veio para Portugal. “A Bruxa e o Extraterrestre” é mais um dos seus originais, que a ‘Abre-te Césamo’ co-produz com o ICAM para a RTP1. De sua autoria, a estação pública já exibiu no ano passado, “A Casa do Avô”, com participação de Carlos Vidal, o conhecido Avô Cantigas, e há três anos “Os Gnomos”, séries de 26 episódios tal como “A Bruxa e o Extraterrestre”.
Numa visita do CM aos estúdios da Senhora da Hora, Matosinhos, no edifício Metropolis, onde estão em acabamento os quatro cenários da Bruxa para em breve se iniciarem as filmagens, ainda nos foi dado ver um inédito, co-produzido também com o ICAM, com o título “Zé dos Pássaros”.
É uma média metragem de animação, narrada por Canto e Castro, de excelente concepção e grafismo. Mas um outro filme de animação está na calha, “Cor Negra”.
NÃO À VIOLÊNCIA
Segundo Silvino Fernandes, na concepção de séries infantis da ‘Abre-te Césamo’ “há uma filosofia e uma atitude: a não-violência”. O autor e guionista afirma que “não há imagens ou sugestões de violência nas nossas séries infantis, porque a aventura não precisa de ter violência ou armas”. Na série há uma bruxa, Ramona, que vive algures no espaço, apenas na companhia da iguana Ranhosa. Toma contacto com o extraterrestre Zhul que viaja num disco voador e que cai no espaço intergaláctico da bruxa. Apaixona-se e a sua preocupação é conquistar o extraterrestre. Para aprender , a bruxa aconselha-se via Internet com terráqueos, nomeadamente uma jovem e bela mãe que tem um filho traquina.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)