Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
2

Anacom: 6,7 milhões para assinar contratos

Em 2014, a Anacom estabeleceu 136 acordos para a aquisição de bens e serviços.
Duarte Faria 9 de Fevereiro de 2015 às 15:30
Fátima Barros é presidente da Autoridade Nacional de Comunicações desde 2012
Fátima Barros é presidente da Autoridade Nacional de Comunicações desde 2012 FOTO: Jorge Paula

A Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) gastou, no ano passado, 5 503 472 euros em contratos para aquisição de bens móveis e serviços. A este valor, acresce a taxa de IVA em vigor (23%), o que totaliza 6 769 270 euros. Estes valor está em linha com o registado em 2013, ano em que a Anacom fechou contratos de 6,8 milhões de euros.

De acordo com as contas do Correio da Manhã, a partir da base de contratos públicos, o regulador das comunicações assinou 136 acordos, o mesmo número registado em 2013.

O contrato mais elevado (1,2 milhões de euros) data de 30 de dezembro e diz respeito à "implementação e gestão de sistema de informação centralizado". O acordo com a Ambisig, foi feito através de um "concurso limitado por prévia qualificação". Segue-se um investimento superior a 500 mil euros para "aquisição de equipamentos e atualização das estações móveis de radiogoniometria". Neste caso, a adjudicatária, encontrada através de ajuste direto, foi a Rohde & Schwarz Portugal.

O Correio da Manhã questionou o regulador, mas não recebeu qualquer resposta até ao fecho da edição do jornal.

Autoridade Nacional de Comunicações Anacom contratos regulador
Ver comentários