Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media

Banif perde 984 milhões de euros com notícias da TVI

Canal de Queluz de Baixo está acusada de ofensa à reputação económica.
Duarte Faria 29 de Outubro de 2019 às 07:51
Sérgio Figueiredo não cumpriu o seu dever enquanto diretor de informação, diz o Ministério Público
Notícia gerou corrida aos depósitos no Banif
Sérgio Figueiredo não cumpriu o seu dever enquanto diretor de informação, diz o Ministério Público
Notícia gerou corrida aos depósitos no Banif
Sérgio Figueiredo não cumpriu o seu dever enquanto diretor de informação, diz o Ministério Público
Notícia gerou corrida aos depósitos no Banif
A TVI está acusada de ofensa à reputação económica do Banif e o diretor de informação do canal, Sérgio Figueiredo, de desobediência qualificada e ofensa à reputação.

Em causa estão as notícias avançadas pela TVI a 13 de dezembro de 2015 e que terão precipitado o fecho da instituição, na sequência de uma corrida dos clientes ao banco para levantamento dos depósitos.

De acordo com a acusação do Ministério Público (MP), a que o CM teve agora acesso, "na sequência da notícia a situação de liquidez do Banif degradou-se pela diminuição dos depósitos dos clientes, que caíram 984 milhões" de euros numa semana. Além disso, a posição de liquidez, que se cifrava em 183 milhões de euros antes da divulgação da notícia, caiu para 45 milhões passados dois dias.

O MP acusa Sérgio Figueiredo de ter noticiado que o Governo ia avançar com a resolução do banco "sem assegurar ao Banif a possibilidade de se pronunciar em momento prévio" e sem se "asseverar, com segurança, da fiabilidade das informações que possuía", como "era o seu dever e como diretor de informação lhe era exigível".

Por isso, o MP defende que Sérgio Figueiredo "não se opôs a que notícia falsa fosse difundida", apesar de "saber que sendo verdadeiro ou falso, tal conteúdo era prejudicial e ofensivo da credibilidade, consideração e prestígio, confiança e reputação" do Banif.

O CM contactou fonte oficial da TVI e Sérgio Figueiredo que não quiseram pronunciar-se sobre a acusação.
Ver comentários