Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
8

Cofina anuncia aquisição do Grupo Media Capital

Acordo para a compra da totalidade das ações da Media Capital valoriza a empresa em 255 milhões de euros.
21 de Setembro de 2019 às 11:04
Paulo Fernandes, Presidente do Conselho de Administração da Cofina
Paulo Fernandes, Presidente do Conselho de Administração da Cofina FOTO: Direitos Reservados
A Cofina anunciou este sábado a aquisição do Grupo Media Capital. 

Comunicado de Paulo Fernandes, Presidente do Conselho de Administração da Cofina: 

"Após um intenso período negocial, foi concluído um importante passo no sentido de assegurar o desenvolvimento e o crescimento da empresa e a sua sustentabilidade futura.

Os ativos detidos pela Cofina terão uma ampla complementaridade com os ativos detidos pela Media Capital, partilhando valores como a independência, a total autonomia das linhas editoriais dos diversos meios, e a sustentabilidade financeira. 

O projeto da Cofina passa pois por manter as linhas editoriais dos diferentes meios de comunicação social que detém, bem como todos os profissionais que estejam dispostos a colaborar neste novo projeto. Esta aquisição garante a existência de um grupo de media independente e capaz de reforçar o papel que os media têm enquanto pilar essencial à vida de uma sociedade democrática.

No que diz respeito à atividade de produção, o caminho passará por intensificar a criação de conteúdos de perfil exportador, tendo em vista a transposição para a legislação nacional da designada "diretiva Netflix".

O novo Grupo Cofina constituir-se-á como uma plataforma capaz de assegurar aos portugueses uma oferta diversificada de conteúdos de informação e entretenimento, através da imprensa escrita, televisão e rádio, seja offline ou online.

Como é timbre da Cofina, os nossos objetivos passam por ter um grupo de media tecnologicamente evoluído, capaz de gerar eficiências e com foco contínuo na liderança dos segmentos em que opera, assegurando a sustentabilidade dos conteúdos de língua portuguesa.

Caso a aquisição venha a ser positivamente apreciada pelos reguladores, o seu financiamento está assegurado através de crédito bancário já aprovado e da realização de um aumento de capital. Excluindo a percentagem do capital em  free-float, o aumento de capital está garantido em mais de 50% pelos atuais acionistas de referência, sendo, no entanto, possível que entrem novos investidores com posições qualificadas.

Esta aquisição permite, que após alguns anos, um dos principais grupo de meios de comunicação social, voltem a ter um acionista de matriz nacional."

Cofina Prisa TVI Media Capital economia negócios e finanças media grandes empresas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)