Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
5

Crítica de Trump leva a censura de cartoon de português

Jornal americano publicou trabalho sem autorização de António Moreira Antunes.
Sónia Dias 29 de Abril de 2019 às 01:30
António Moreira Antunes diz que não foi contactado pelo ‘The New York Times’
O cartoon que retrata a relação entre o presidente norte-americano Donald Trump e o primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu
Donald  Trump Jr. foi dos primeiros a criticar a obra do cartoonista português
António Moreira Antunes diz que não foi contactado pelo ‘The New York Times’
O cartoon que retrata a relação entre o presidente norte-americano Donald Trump e o primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu
Donald  Trump Jr. foi dos primeiros a criticar a obra do cartoonista português
António Moreira Antunes diz que não foi contactado pelo ‘The New York Times’
O cartoon que retrata a relação entre o presidente norte-americano Donald Trump e o primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu
Donald  Trump Jr. foi dos primeiros a criticar a obra do cartoonista português
A Casa Branca está em polvorosa. O motivo: um cartoon de António Moreira Antunes, conhecido como António, que o ‘The New York Times’ (NYT) publicou na quinta-feira.

Nele, o presidente dos EUA, Donald Trump, surge cego e a usar uma kipá (símbolo judaico) na cabeça. A guiá-lo está um cão com o rosto do primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu.

"Não tenho palavras para o flagrante antissemitismo aqui exposto. Imaginem se isto não estivesse num jornal de esquerda?", escreveu o filho mais velho do chefe de Estado norte-americano no Twitter, que ficou inundado de críticas.

De tal forma que o jornal decidiu eliminar o cartoon do seu site e hoje publica uma nota editorial na edição em papel.

"Um cartoon político na edição internacional impressa do NYT na quinta-feira incluía uma mensagem antissemita", lê-se. "A imagem era ofensiva, e foi um erro publicá-la", acrescenta o grupo, que publicou o desenho numa página de opinião, sem referir o autor.

Contactado pelo CM, António, que colabora com o ‘Expresso’, mostrou-se surpreso com a situação.

"Ninguém falou comigo. Não tenho qualquer colaboração com o NYT. É possível que tenham retirado do meu Facebook. Não sei. Amanhã [hoje] vou tentar saber o que aconteceu", disse o cartoonista, que em 1993 viu outro trabalho seu gerar polémica, ao mostrar o Papa João Paulo II com um preservativo no nariz.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)