Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
3

Gozo de 'Ídolos' violou lei da TV

ERC considera que houve ilegalidade mas não aplica coima.
Duarte Faria 17 de Novembro de 2015 às 07:55
Daniel Alexandre foi gozado e apresentado como um dos ‘cromos’ do programa 'Ídolos', da SIC
Daniel Alexandre foi gozado e apresentado como um dos ‘cromos’ do programa 'Ídolos', da SIC FOTO: SIC

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) considera que o programa ‘Ídolos’, da SIC, violou a lei da televisão. Em causa está o episódio do concorrente Daniel Alexandre, que foi gozado devido ao tamanho das orelhas, e um outro em que o jurado Paulo Ventura chamou "palhaço" ao concorrente Luís Travassos.

Numa deliberação aprovada em outubro, a que o CM teve acesso, e que tem por base 17 queixas contra a sexta edição do programa de talentos, emitida entre abril e agosto, o regulador afirma que "a SIC tem o dever de reger a sua programação por uma ética de antena que evite expor os participantes nos seus programas a situações que ofendam e que coloquem em causa a formação da personalidade e a dignidade humana de menores".

A ERC classifica o discurso de Paulo Ventura como "ofensivo" e de "agressividade desproporcional" e considera que o episódio de gozo a Daniel Alexandre "colocou em causa a integridade moral e o desenvolvimento salutar da personalidade" do jovem.

No entanto, a ERC não abriu nenhum processo contraordenacional, o que significa que a estação de Carnaxide se livra de pagar qualquer multa. Contactada, a SIC não quis fazer comentários. Já Paulo Ventura não respondeu às perguntas do CM.
Entidade Reguladora para a Comunicação Social ERC Ídolos SIC Daniel Alexandre Paulo Ventura Luís Travassos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)