Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais C-Studio
8
Especiais C-Studio
i
C- Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo
É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

“Estamos prontos para receber os turistas”

Sesimbra tem milhares de visitantes ao longo do ano, embora em muito maior número no verão. É sempre uma grande responsabilidade para a terra, mas o autarca Francisco Jesus está confiante, pois as zonas balneares foram preparadas, reforçou-se a limpeza urbana e volta a haver um programa cultural muito completo.
25 de Julho de 2019 às 19:43
Francisco Jesus, presidente da Câmara Municipal de Sesimbra
Vista noturna de Sesimbra
Noite iluminada
A praia e a fortaleza ao fundo: dois cartões de visita de Sesimbra
Francisco Jesus, presidente da Câmara Municipal de Sesimbra
Vista noturna de Sesimbra
Noite iluminada
A praia e a fortaleza ao fundo: dois cartões de visita de Sesimbra
Francisco Jesus, presidente da Câmara Municipal de Sesimbra
Vista noturna de Sesimbra
Noite iluminada
A praia e a fortaleza ao fundo: dois cartões de visita de Sesimbra

A meio do seu mandato, Francisco Jesus, presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, faz um balanço positivo do trabalho efetuado pelo executivo que lidera. Há obras importantes a decorrer, o turismo está bem, a pesca tem conseguido ultrapassar os desafios do setor e a autarquia respira saúde financeira.

Como está a decorrer o verão em Sesimbra e que expetativas tem a autarquia para os próximos dois meses deste período estival?
Fruto de um trabalho da autarquia, em colaboração com entidades locais e tecido empresarial, assente na economia do mar, na gastronomia, na Arrábida e no património, o turismo estende-se por todo o ano, embora se sinta a pressão dos meses de verão.
Tal como nos anos anteriores, esperamos milhares de turistas, tanto portugueses como estrangeiros, e estamos prontos para os receber. Preparámos atempadamente as zonas balneares, quatro delas com Bandeira Azul, reforçámos a limpeza urbana e organizámos um programa cultural que complementa as férias no concelho. Como sempre, teremos as nossas Bibliotecas de Praia, a Feira do Livro, o Carnaval de Verão, o MegaSamba, o Trio Elétrico e a ZimbraMel.

O que está a fazer a autarquia para promover o turismo em Sesimbra?
Há um ano lançámos a marca Yes Sesimbra, que inclui presença em redes sociais, um novo site em quatro línguas – português, inglês, francês e espanhol – e abrimos uma loja de merchandising, que está a ser um sucesso. Além disso, temos concretizado um conjunto de parcerias que nos dão dimensão. Dou como exemplo a recente adesão à Fórum Oceano, que tem em vista a certificação do concelho como Estação Náutica, numa candidatura liderada pelo município que envolve 22 parceiros locais ou, numa escala regional, a estratégia conjunta com Palmela e Setúbal, materializada na marca Território Arrábida. A captação de projetos inovadores e sustentáveis e de grandes eventos faz também parte da nossa estratégia.

Que balanço faz do seu mandato?
Na última década, o concelho teve uma trajetória muito positiva em várias vertentes. Aquilo que propusemos para este mandato foi prosseguir, aprofundar e consolidar esta linha de atuação, acrescentando-lhe novas propostas, novas ideias.
Numa primeira fase, que corresponde aos primeiros meses de governação, concentrámo-nos no planeamento e reorganização de serviços, para a partir daí passarmos ao terreno, onde estamos a concretizar projetos essenciais. Nestes dois anos conseguimos estabelecer acordos muito relevantes com a administração central, iniciar a construção de equipamentos e desenvolver projetos que queremos concretizar nos próximos tempos.
Em termos turísticos, consolidámos a posição de Sesimbra. Estamos sensivelmente a meio do mandato e há ainda muito para fazer, no entanto, o balanço até ao momento é muito positivo, o que nos dá alento para continuar a trabalhar.

Que obras estão neste momento a decorrer e quais destacaria pela sua importância?
Destaco quatro que estão no terreno: o novo edifício escolar na Quinta do Conde, o novo Centro de Recolha Oficial de Animais de Companhia, a instalação da rede de saneamento na zona da Azoia e Zambujal e a construção de percursos pedonais em vários pontos do território.

Quais são os próximos investimentos que vai fazer a câmara municipal?
Saliento investimentos previstos para a freguesia da Quinta do Conde: a construção de um auditório que nos vai permitir desenvolver uma programação cultural regular e a requalificação do Parque Ecológico da Várzea, que poderá tornar-se num espaço de referência na região. E em breve participaremos em três obras da administração central, que terão um importante investimento municipal: a Escola Navegador Rodrigues Soromenho, o novo Palácio de Justiça e o novo Centro de Saúde de Sesimbra.

A pesca é fundamental na economia local. Que balanço faz deste setor?
Falar de Sesimbra é falar de pesca. É uma atividade que tem enfrentado grandes desafios e que os tem conseguido ultrapassar com a coragem e a determinação que caraterizam os homens do mar.
A câmara municipal tem-se mantido sempre ao lado dos pescadores e das associações que os representam e mantido uma ligação estreita com o setor através do Conselho Municipal das Pescas. Neste fórum, debatem-se os principais assuntos que afetam esta atividade, fundamental tanto para a economia local como para a nossa identidade.

Qual é o ponto de situação das finanças da autarquia?
As contas de 2018 revelam uma autarquia com saúde financeira. A dívida está estabilizada, a capacidade de endividamento é boa, temos o melhor saldo orçamental de sempre e um resultado líquido bastante favorável. A redução da dívida atingiu os 4,1 milhões de euros, o que fez baixar a dívida global da autarquia para 15,5 milhões de euros, consolidando-se uma trajetória iniciada há alguns anos, num período de limitações financeiras. Igualmente relevante é o aumento da capacidade de endividamento do município, que ficou muito próximo dos 8 milhões de euros, e a inexistência de pagamentos em atraso, o que confirma uma situação estável e equilibrada.