Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Congressista luso-americano diz que relatório Mueller ignorou abusos do FBI

Luso-americano Devin Nunes reagiu à divulgação do relatório do procurador-especial.
Lusa 19 de Abril de 2019 às 06:37
Robert Mueller
Robert Mueller
O conselheiro especial Robert Mueller
Robert Mueller
Robert Mueller
O conselheiro especial Robert Mueller
Robert Mueller
Robert Mueller
O conselheiro especial Robert Mueller

O congressista luso-americano Devin Nunes reagiu à divulgação do relatório do procurador-especial Robert Mueller, considerando que este "ignorou uma série ampla de abusos" que teriam sido "cometidos durante a investigação do FBI" à campanha de Donald Trump.

Num comunicado divulgado após a publicação das 448 páginas do relatório Mueller, Nunes afirmou que a maior conclusão das investigações relacionadas com a Rússia, que caracterizou como "embuste", é que "as capacidades de contra-inteligência da nação nunca mais devem ser abusadas para atingir os oponentes políticos de uma administração".

O congressista luso-americano nomeou como entidades coniventes nesse "esforço" de atingir a campanha de Donald Trump os meios de comunicação social, a firma de pesquisa Fusion GPS, envolvida na elaboração do dossiê Steele, os líderes do partido Democrata no Congresso, a campanha de Hillary Clinton e líderes de agências de inteligência com inclinação partidária.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)