Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

EUA responsabilizam russos e sírios por ataque a coluna humanitária

Ataques aéreos atingiram 18 camiões com ajuda humanitária.
20 de Setembro de 2016 às 07:41
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Uma coluna de ajuda humanitária foi atingida pelos bombardeamentos de aviões de guerra perto de Alepo
Os EUA responsabilizaram esta terça-feira a Federação Russa pelo ataque a uma coluna humanitária na Síria e exigiu que Moscovo demonstrasse "rapidamente e de forma significativa" se continua comprometido com o acordo de cessar-fogo no país árabe.

O Governo norte-americano está seguro de que o ataque foi um "bombardeamento" executado ou pelas forças russas ou pelo regime sírio, o que "coloca muitas dúvidas sobre se os russos podem cumprir a sua parte" do frágil acordo negociado entre as duas potências, disse a jornalistas um alto funcionário do governo de Barack Obama, na Organização das Nações Unidas, em Nova Iorque.

Um ataque aéreo a uma coluna motorizada com ajuda humanitária perto de Auram al Kubra, a oeste da província síria de Alepo, foi denunciado na segunda-feira pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Ataques aéreos na noite de segunda-feira a oeste de Alepo atingiram pelo menos 18 camiões carregados com ajuda humanitária e mataram 12 pessoas, algumas horas depois do anúncio por Damasco do fim da trégua nos combates negociado por russos e norte-americanos.

No total, pelo menos 32 civis foram mortos em Alepo e na sua província durante "raides intensivos" durante a noite de segunda-feira, segundo o OSDH.

Seis civis, entre os quais uma criança, foram mortos na cidade de Alepo, outros 22 no ocidente da província, dos quais 12 voluntários da organização Crescente Vermelho e condutores de camiões de ajuda humanitária atingidos em Orum al-Koubra, ee mais quatro no oriente da província, especificou ao OSDH, mencionando também a existência de dezenas de feridos.

Os camiões atingidos faziam parte de uma coluna de 31 veículos da ONU e do Crescente Vermelho sírio, que iam entregar ajuda a 78 mil pessoas em Orum al-Koubra, precisou o porta-voz da ONU, Stéphane Dujarric.
Ver comentários